keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Gaivota atingida por tiro de chumbinho passa por cirurgia e é devolvida à natureza após reabilitação

O procedimento cirúrgico foi bem delicado, pois causou uma fratura na asa e havia o risco de o animal não conseguir ser devolvido à natureza

X
Foto: Nilson Coelho/R3 Animal

Hoje foi dia de liberar 10 gaivotas (Larus dominicanus) que passaram por reabilitação aqui no Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM/R3 Animal). Uma delas foi vítima de maus-tratos e passou por cirurgia para a retirada de um chumbinho em uma das asas. Graças aos esforços da equipe veterinária, a gaivota se recuperou bem e pôde voltar ao habitat natural.

Essa ave foi resgatada pela equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) junto à Udesc/Laguna. Após a realização de exame de raio-x, foi constatado que ela tinha um projétil alojado em uma das asas, motivo pelo qual não conseguia voar.

Depois de estabilizada, ela foi encaminhada para o CePRAM/R3 Animal, em Florianópolis, no início do mês passado. Exames complementares atestaram que ela estava apta para passar pela cirurgia para a retirada do ‘chumbinho’.

“O procedimento cirúrgico foi bem delicado, pois causou uma fratura na asa e havia o risco de o animal não conseguir ser devolvido à natureza”, explica a médica veterinária Marzia Antonelli, que realizou a cirurgia junto com o médico veterinário Sandro Sandri, no dia 17 de março.

“A fratura foi estabilizada e a gaivota passou por um período de fisioterapia. Realizamos novos exames de radiografia e, felizmente, pudemos observar que houve recuperação total da fratura e o realinhamento da asa”, comenta Marzia. Apesar de ser mais um caso de maus-tratos e vandalismo com animais, essa história teve um final feliz. Maltratar animais é crime previsto na lei federal 9.605/98! Denuncie, ligue 190!

Foto: Nilson Coelho/R3 Animal

Aves resgatas ao longo do litoral catarinense

As gaivotas liberadas hoje foram resgatas em diferentes regiões do Estado. Uma foi resgatada na Ilha de Santa Catarina pela equipe da R3 Animal. Duas foram resgatadas pela equipe da Udesc/Laguna, quatro pela equipe da Univali, na região de Penha, duas pelo Instituto Australis, entre Palhoça e Garopaba, e uma pela equipe da Univille, na região de São Francisco do Sul. Todos os resgates, a reabilitação e a soltura foram feitos por meio do PMP-BS.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Investimentos melhoram abastecimento no bairro São Miguel em Penha

A concessionária Águas de Penha investiu em um projeto de melhorias no abastecimento do bairro São Miguel. Arthur May, coordenador operacional da concessionária, explica que o projeto envolveu um conjunto de ações, sendo que uma […]

Geral

Atriz Tatá Werneck é criticada nas redes sociais por usar três máscaras no velório de Paulo Gustavo

Internautas acharam um “exagero” por parte da artista ir no local com “tanta proteção”

Geral

Município do Sul de SC está em alerta para foco de raiva bovina

A raiva não tem cura e pode matar animais e seres humanos, portanto a vacinação é muito importante para prevenir e proteger os animais.

Geral

Emasa encontra machado no esgoto durante limpeza de tubulação em BC

A manutenção da rede coletora é um trabalho rotineiro, necessário para a prevenção e saúde do sistema de esgotamento sanitário do município

Mais notícias

Coronavírus

Pela segunda semana seguida, apenas uma região do estado está em nível grave

Não houve alterações de classificação em relação à matriz divulgada no último final de semana

Segurança

Autor de chacina em Saudades recebe alta da UTI

Informação foi confirmada pela assessoria do Hospital Regional de Chapecó