keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Deputado estadual de SC faz publicação mentirosa sobre morte de bebê

O Governo do Estado foi surpreendido no início da noite desta terça-feira, 15, com a publicação mentirosa de um deputado estadual associando a morte de um bebê à suposta falta de atendimento aeromédico por parte […]

Imagem Ilustrativa/PIxabay

O Governo do Estado foi surpreendido no início da noite desta terça-feira, 15, com a publicação mentirosa de um deputado estadual associando a morte de um bebê à suposta falta de atendimento aeromédico por parte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

O Governo de SC escreveu: “Em tom apelativo e sensacionalista, sem a mínima responsabilidade e demonstrando uma conduta indigna para o cargo que ocupa, o parlamentar usa uma tragédia familiar para desinformar, manipular, enganar, ganhar “likes” e seguidores nas redes sociais”.

No episódio, conforme registros da ocorrência, “após averiguação por parte da equipe médica no hospital de origem, verificou-se que o lactente estava instável e sem condições de transporte”.

O Governo do Estado esclarece que a aeronave Arcanjo registrou o pedido de uma transferência de urgência de Lages para o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville, no dia 11 de janeiro, 23h, para um recém-nascido de poucos dias de vida.

O bebê havia sido diagnosticado com uma cardiopatia congênita e estava em estado crítico. Porém, o Hospital ainda precisava enviar o fluxo de regulação (registrar no sistema a necessidade de mudança de hospital) para a transferência ser concretizada, algo que foi feito no dia 12 de janeiro. A aeronave se dirigiu ao Hospital na manhã da quinta-feira, 13 de janeiro.

No local, os médicos constataram que o recém-nascido não suportaria um transporte de Lages até Joinville, de acordo com parâmetros clínicos e físicos do paciente. A saturação era de 54, a criança corria risco de óbito em voo. Ela permaneceu no Hospital para estabilização do quadro. No dia 16 de janeiro, os médicos retornaram à Unidade e aceitaram fazer o transporte, a partir da assinatura dos pais cientes de um voo de risco para o bebê. A criança resistiu à transferência, mas acabou indo a óbito no dia 20 no Hospital Infantil de Joinville, diante da gravidade da doença.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Política

Vereador quer que FAACI inclua pagamento de ração para animais como forma de compensação ambiental

O Projeto de Lei já foi lido na Sessão e agora segue o trâmite pelas comissões legislativas

Política

Lula deve visitar Santa Catarina nos próximo dias para longa agenda

Ainda não há data definida para a agenda, que pode ocorrer no final de semana de 21 de maio ou na semana seguinte

Política

Moisés apresenta modelo catarinense de segurança pública para o vice-presidente Mourão

Desde a instalação do Colegiado Superior, os índices de criminalidade violenta estão em queda contínua em Santa Catarina

Política

Cidade de Santa Catarina quer proibir venda de bebida para pessoas bêbadas

Os estabelecimentos que descumprirem a medida poderão ser multados, interditados e até terem o alvará de funcionamento cassado

Mais notícias

Segurança

Surfista cai de prancha e precisa ser resgatado por helicóptero em SC

Durante o surfe, ele apresentou queda da prancha seguido de ferimento com sangramento em região de quadril

Empregos

SINE de Itapema tem 66 vagas de emprego para esta semana

As vagas também são atualizadas diariamente no facebook oficial do Sine Itapema (facebook.com/sineitapema)