keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Produtos da ceia de Natal têm alta de até 346%

Na soma dos preços de 23 produtos da ceia, a diferença em relação a 2019 pode variar até R$ 254.

X
Divulgação/PMI

A tradicional ceia natalina de 2020 ficará mais cara na mesa do consumidor. Alguns alimentos, como o bacalhau, alcançaram 346,6% de aumento no preço médio. Na soma dos preços de 23 produtos da ceia, a diferença em relação a 2019 pode variar até R$ 254. A ceia com a média de preços em 2019 custava R$ 707,03, enquanto que neste ano sairá por R$ 960,70 (aumento de 33,3%). As informações são da Procuradoria de Defesa do Consumidor (Procon) de Itajaí nos primeiros dias dezembro em oito estabelecimentos da cidade.

Além do bacalhau, outros itens com grande variação foram os quilos do pernil suíno (89,3%) e da cereja (85,8%). Dos 23 itens, apenas quatro registraram queda nos preços. A castanha do Pará puxa as quedas com 5% de baixa no preço do quilo, o panetone está 2,7% mais barato que em 2019, além do chocotone e do quilo do salmão com descontos abaixo de 1%.

Para que a ceia de Natal não fique ainda mais cara, a orientação do Procon é a pesquisa pelos melhores preços nos supermercados da cidade. Alguns produtos têm variação entre os estabelecimentos acima de R$ 10, como é o caso do preço por quilo do bacalhau, salmão, castanha, uva passa, amêndoa, damasco e cereja. Outra orientação é relacionada aos produtos como castanha, nozes, uva passa, amêndoa, damasco, cereja e frutas cristalizadas que podem ser vendidos a granel ou em embalagem de diversos pesos.
O Procon ainda destaca a obrigação em lei dos supermercados em exibir os preços dos produtos por unidade de medida e a divulgar a data do vencimento dos produtos incluídos em promoções. Além disso, o Código de Defesa do Consumidor determina que a oferta e a apresentação de produtos devem assegurar informações claras e ostensivas sobre as características, preços e prazos de validades, entre outras informações.

Fonte: Visor Notícias

Economia

Safra de uva está com frutos de boa qualidade e colheita antecipada em SC

Com menor quantidade de chuva, os parreirais ficaram mais sadios e demandaram menos pulverizações.

Economia

SIME tem 145 vagas de emprego disponíveis em Balneário Camboriú

O Sistema Municipal de Empregos de Balneário Camboriú (SIME) divulga nesta semana 145 vagas de emprego cadastradas. No total, oito vagas são femininas, 132 masculinas e cinco gerais.

Economia

Descubra cinco dicas para economizar nas compras de materiais escolares

O ano letivo começa em fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Santa Catarina; compras em grandes varejistas podem garantir economia

Economia

Tarifa de importação de pneus para transporte de cargas é zerada

Imposto de 16% será retirado para diminuir custos para caminhoneiros

Economia

Sine tem 3879 vagas em diversas cidades de SC

Para consultar as vagas disponíveis na sua cidade, basta acessar o aplicativo Sine Fácil

Mais notícias