keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Laboratório de Fitoterapia Edgar Eipper é inaugurado em Balneário Camboriú

Localizado em um prédio novo de 91,25 m² no Parque Natural Municipal Raimundo Gonçalez Malta, o Laboratório de Fitoterapia Edgar Eipper foi inaugurado na tarde desta segunda-feira (11). A partir da inauguração, o laboratório começa a produzir pomadas, sabonetes e tinturas feitos com plantas medicinais.

Os produtos fitoterápicos poderão ser retirados pela população a partir de janeiro. A distribuição será gratuita. Para obtê-los, o interessado deve se cadastrar no Departamento de Fitoterapia da Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM), que fica também no Parque, nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 13h30 às 18h. É preciso apresentar o CPF. Todos os produtos que estarão disponíveis à população terão código de barra, o que facilitará o controle da SEMAM sobre os fitoterápicos entregues.

“Eu acredito muito na fitoterapia. Quem estuda plantas fitoterápicas sabe o quanto elas são importantes para resolver o problema da saúde. E saúde é o bem mais valioso que temos”, disse, durante a inauguração, o vice-prefeito de Balneário Camboriú, Carlos Humberto Silva.

O laboratório, a farmácia fitoterápica e o horto de plantas medicinais do Parque fazem parte do Projeto Plantas que Curam. A produção será acompanhada por uma farmacêutica responsável. Toda a matéria-prima usada na elaboração dos fitoterápicos, como calêndula, arnica e erva-baleeira, é cultivada no Parque.

Até 2013, o Município possuiu um laboratório fitoterápico, que teve de ser fechado para adequações. O prédio do atual laboratório foi construído com mão de obra e recursos adquiridos por meio de Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público Estadual de Balneário Camboriú. Os móveis que o guarnecem e os equipamentos também foram obtidos da mesma maneira. O TAC foi firmado entre o Ministério Público e empresas que causaram infrações ambientais, como forma de compensar o dano.

“O TAC não é só uma sanção ao infrator, mas também tem um aspecto pedagógico. É um retorno de forma producente à coletividade”, explicou o promotor do Meio Ambiente, Isaac Sabbá Guimarães.

O nome do laboratório é uma homenagem a Edgar Eipper, um dos idealizadores do Projeto Plantas que Curam, criado há 28 anos.

“Edgar Eipper iniciou não só o Departamento de Fitoterapia, mas também foi uma das pessoas-chave para a criação da SEMAM”, comentou o secretário do Meio Ambiente, Ike Gevaerd.

Os parentes do paisagista e ambientalista Eipper participaram da cerimônia. Vindo de Corupá, Eipper estabeleceu-se em Balneário Camboriú em 1981. Apaixonado por plantas, o paisagista gostava de descobrir espécies. Uma de suas descobertas foi uma bromélia, batizada com o nome dele: Vriesa caudata eipperii. O paisagista morreu em 2008, aos 78 anos.

“Nos sentimos muito honrados por terem lembrado do meu pai. Isso foi a vida dele. Desde pequeno, ele andava atrás de plantas nativas. Ele sempre quis resgatar a cultura popular do uso de plantas para curar pessoas”, contou o filho de Eipper, Eddy Edgard Eipper.

Cidades

Vídeo: Policiais ajudam cadeirante a subir rua íngreme

Os policiais estavam na rua quando perceberam a dificuldade de uma deficiente física em subir o local íngreme

Cidades

Governo estuda cinco rotas para implantação do transporte marítimo na Grande Florianópolis

Estudo ainda está na fase de modelagem, que será debatido com as prefeituras

Cidades

SC gera 25 mil empregos em setembro e obtém o melhor resultado do Sul do Brasil

Todos os setores da economia catarinense sentiram o aumento do número de postos de trabalho

Cidades

Mulher é resgatada após cair de prédio em Navegantes

A mulher estava caída na marquise do prédio quando os socorristas chegaram

Cidades

Adolescente morre após bater moto em carro estacionado

O adolescente pilotava uma motociclista quando bateu contra um carro que estava estacionado

Mais notícias