keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Guerra na Europa eleva custo da matéria-prima para 70,7% das indústrias catarinenses

Sondagem especial foi realizada pelo Observatório FIESC e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI)

Divulgação

Conforme Sondagem Especial realizada pelo Observatório FIESC e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 70,7% das empresas industriais e da construção de Santa Catarina afirmaram que o aumento dos custos com insumos e matérias-primas nacionais superou as expectativas em função do conflito entre a Rússia e a Ucrânia. Com relação aos insumos importados, os aumentos acima do esperado foram sentidos por 52,1% das empresas.

Os impactos do conflito, iniciado em meados de fevereiro, já são sentidos na indústria catarinense. Uma das principais fornecedoras mundiais de várias commodities industriais, a Rússia tem sofrido sanções econômicas que acabam contribuindo para o encarecimento das importações. Esse quadro afeta diretamente a produção industrial catarinense, que é dependente de insumos industriais do restante do país e do exterior.

Em virtude desse cenário, as empresas catarinenses estão revendo as estratégias de aquisição de matérias-primas. À Sondagem, 38,6% declararam que estão buscando outros fornecedores no país e 30,0% afirmaram que procuram outros fornecedores no exterior.

Com relação às perspectivas de normalização da oferta de insumos e matérias-primas, as expectativas das indústrias catarinenses são mais negativas com relação aos fornecedores de insumos importados. Para 24,3% dos industriais catarinenses, apenas em 2023 a oferta será normalizada, e para outros 21,4%, isso ocorrerá no terceiro trimestre deste ano.

Para 38,4% das empresas catarinenses o conflito entre Rússia e Ucrânia resultou em impactos negativos. Entre elas, os principais motivos foram: aumento dos preços dos insumos e/ou matérias-primas (65,8%), aumento do custo de energia (diesel, óleo combustível, gás, carvão, etc) (50,0%) e dificuldade logística no transporte (indisponibilidade de navios/contêineres ou aumento do preço dos fretes) (39,5%).

Conforme análise do Observatório FIESC, outros efeitos estão sendo percebidos pelos estados brasileiros mais industrializados, como as quedas na produção industrial, em virtude da constante pressão nos custos dos insumos e matérias primas. Além do conflito no Leste Europeu, a desaceleração da economia chinesa e o aperto monetário de caráter mundial vem contribuindo para isso.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Economia

Itapema é a 7ª cidade que mais gerou empregos em SC até maio

Segundo o governador Carlos Moisés, o resultado confirma o momento de crescimento econômico acelerado vivenciado pelo estado com a melhora do cenário epidemiológico no enfrentamento da pandemia de Covid-19

Economia

Lojas do Fort Atacadista de SC passam a aceitar todos os cartões de crédito

Além da economia e variedade, os clientes das 32 lojas no estado já contam com mais essa facilidade no pagamento; novidade passa a valer também para o Delivery Fort

Economia

Altevir Baron é finalista do Prêmio Personalidade de Vendas 2022

Diretor de mercado da FG Empreendimentos representa o segmento da construção civil nesta que é umas das mais tradicionais premiações do mercado

Economia

Tarifa do gás natural para a indústria aumenta 41% em julho

Para a FIESC, elevação da tarifa é consequência da não concretização do mercado livre de gás, já previsto em lei, mas ainda não regulamentado; impacto é negativo para a competitividade da indústria catarinense, com aumento de custo de produção

Economia

Safra catarinense de pitaia é 75% superior a 2021

Segundo o engenheiro-agrônomo Ricardo Martins, extensionista rural da Epagri em Maracajá, grande parte do aumento de produção se deve à transformação dos pomares jovens em adultos e não ao aumento da área plantada

Mais notícias

Saúde

Total de casos de varíola dos macacos no Brasil sobe para 37

No estado do Rio, há seis pacientes com a doença

Geral

Piçarras abre inscrições para casamento coletivo

Evento para 30 casais acontece em dezembro