keyboard_backspace

Página Inicial

Meio Ambiente

Especialista alerta para os impactos do aquecimento global em SC e dá dicas

Desastres naturais e prejuízo blionário exigem mudança para reduzir os efeitos do aquecimento global

WhatsApp Image 2024 04 03 at 14.13.11 Visor Notícias
Foto: Divulgação

Santa Catarina vem enfrentando, ano após ano, um aumento na intensidade de fenômenos climáticos extremos, reflexo direto do aquecimento global e influenciado por fatores naturais como o El Niño, além de questões antrópicas como desmatamento e urbanização acelerada. A situação alarmante é corroborada pelos dados da Defesa Civil, que em 2022 registrou 874 desastres naturais, resultando em 13 mortes e prejuízos econômicos avaliados em R$ 3,5 bilhões.

Patrícia de Luca Lima Greff, consultora ambiental e diretora da Neo Carbon, enfatiza a crítica necessidade de ação global coordenada para limitar o aumento da temperatura global a no máximo 1,5ºC, um limiar considerado essencial pelos cientistas para mitigar os impactos mais severos das mudanças climáticas. Contudo, ela adverte que tais esforços internacionais, embora cruciais, são insuficientes se não acompanhados por iniciativas locais direcionadas à redução e neutralização de emissões de carbono, bem como à remoção de parte do carbono já presente na atmosfera.

A especialista destaca a importância das florestas na absorção do carbono atmosférico, apontando para a preservação da floresta nativa como uma estratégia eficaz no Brasil para combater as mudanças climáticas. Ela defende o aumento dos investimentos em conservação florestal e biodiversidade, além de promover a sustentabilidade e a gestão dos recursos hídricos. Isso inclui incentivos para a manutenção da floresta em pé, o combate ao desmatamento, e a criação de uma nova atividade econômica rural que valorize e remunere a proteção ambiental, além do reforço no monitoramento florestal.

Solução em Santa Catarina
O Instituto Neo Carbon, em Joinville, auxilia empresas em todo o Brasil a reduzirem suas emissões líquidas por meio de ações implementadas na indústria e/ou compensarem o carbono emitido por meio da aquisição de créditos de carbono, dos projetos certificados na sua plataforma.

Os emissores de carbono compram créditos pelas suas emissões inevitáveis e, desta forma, investem para proteger áreas que estariam ameaçadas sem esses recursos, direcionados para conservação ou restauração de áreas degradadas.

Conforme a especialista, as ações para reduzir os impactos do aquecimento global são:

• Reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE): essa é a ação mais importante, pois visa reduzir a quantidade de carbono que é emitida para a atmosfera. As empresas podem adotar diversas medidas para reduzir suas emissões, como investir em eficiência energética, usar fontes de energia renováveis e reciclar e reduzir o consumo de recursos.
• Preservar a floresta nativa: as florestas são importantes sumidouros de carbono, pois armazenam carbono em suas árvores, raízes e solo. O desmatamento contribui para o aumento das emissões de GEE, por isso é importante preservar a floresta nativa.
• Incentivar a recuperação de áreas degradadas: as áreas degradadas, como pastagens abandonadas e áreas de mineração, também podem armazenar carbono. O incentivo à recuperação dessas áreas pode contribuir para a redução das emissões de GEE.

O Instituto Neo Carbon é uma organização que pode contribuir para a implementação dessas ações no Brasil. A Neo Carbon apoia projetos de conservação e recuperação de florestas que contribuem para a redução das emissões de GEE e para a preservação da biodiversidade. Ações como essas podem ajudar a reduzir os impactos do aquecimento global em Santa Catarina e em todo o mundo.

WhatsApp Image 2024 04 03 at 14.13.12 Visor Notícias
Patrícia de Luca Lima Greff é consultora ambiental e diretora da Neo Carbon. (Foto: Divulgação)

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Redação
Redação Visor Notícias
Visor Notícias é um portal com notícias e reportagens sobre o dia a dia do Litoral Norte e Grande Florianópolis criado em 2016.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Meio Ambiente

Celesc anuncia investimento de R$ 5,5 milhões para converter frotas públicas em carros elétricos

Foi assinada a ordem de serviço para o início da segunda fase do projeto que irá envolver a conversão de três tipos de veículos

Meio Ambiente

Cidade de SC recebe 100 carros elétricos e terá a maior frota pública elétrica do país

Os 110 carros a combustão da frota serão substituídos pelos modelos 100% elétricos da JAC

Meio Ambiente

Relatórios semanais de praias próprias para banho passarão a ser mensais segundo o IMA

O último relatório semanal da temporada realizado nos dias 25 e 26 mostra que 70% das praias de SC são próprias para banho

Meio Ambiente

Semana da Água: Conasa proporciona eventos para mais de 250 alunos em escola de Itapema

O Dia Mundial da Água é comemorado em 22 de março; alunos poderão conhecer a sede da empresa

Mais notícias

Segurança

Homem de 33 anos morre após capotar veículo em Itajaí

Vítima, um homem de 33 anos, conduzia um Renault Clio com placas de Balneário Camboriú, quando capotou o automóvel

Segurança

Empresária de 29 anos sofre mal súbito e morre dentro da própria loja

“Achamos que era somente uma queda de pressão, demos os primeiros socorros, chamamos o Samu", diz a publicação no Instagram