keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Comércio de Santa Catarina tem crescimento de 3,6% em agosto, o maior da região Sul

A retomada econômica aparece em todos os setores de Santa Catarina. Em agosto, o volume de vendas do comércio varejista ampliado no estado cresceu 3,6% em relação a julho. O resultado é o melhor da […]

X
Foto: Secom/Divulgação

A retomada econômica aparece em todos os setores de Santa Catarina. Em agosto, o volume de vendas do comércio varejista ampliado no estado cresceu 3,6% em relação a julho. O resultado é o melhor da região Sul do país e representa o quarto mês consecutivo de alta. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira, 08, pelo IBGE.

Em relação a agosto de 2019, o crescimento do comércio catarinense foi de 7,1%, bem acima da média nacional (3,9%). 

“Estamos evidenciando crescimento em todos os setores da economia catarinense. Isso é fruto das iniciativas do Governo do Estado, que impulsionou o empreendedorismo e a inovação em Santa Catarina. Agora, mesmo em período de pandemia, estamos crescendo acima da média nacional e iremos vencer essa crise com muito trabalho e apoio dos catarinenses”, ressalta o governador Carlos Moisés.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, os resultados positivos já refletem nos indicadores econômicos do estado. “Mostram que Santa Catarina está no caminho certo, numa espiral de prosperidade, esperança e confiança. A retomada econômica catarinense já é uma realidade. Resposta de um trabalho estratégico, com propósitos, e de uma aproximação sólida com o setor produtivo”, destaca.

Atividades em alta

Entre as atividades que puxaram o crescimento no comércio ampliado no estado em agosto, em comparação ao mesmo mês do ano anterior, estão: materiais de construção (25,2%), móveis e eletrodomésticos (21,3%), hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (17,2%), tecidos, vestuário e calçados (9,6%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (6,2%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (4,9%).

“O comércio catarinense, assim como a indústria, apresentou o quarto mês consecutivo de crescimento. Quando se trata do varejo ampliado, cresceu apenas 1% abaixo da média nacional. Mas quando observamos os resultados no acumulado do ano e, também, dos últimos 12 meses, verificamos que Santa Catarina vem se destacando bastante no cenário nacional. Esperamos que nos resultados de setembro já tenhamos um crescimento acumulado para o setor no estado”, pontua o economista da SDE, Paulo Zoldan.

Mesmo com queda de 0,1%, no acumulado do ano, o varejo ampliado catarinense é o que teve o melhor desempenho no Centro Sul do pais, ou seja, superando o crescimento das maiores economias brasileiras. No acúmulo de vendas dos últimos 12 meses, o Estado apontou crescimento de 4,1%, enquanto no Brasil foi registrada queda de 1,7%. 

Industria em recuperação

Também nesta quinta-feira o IBGE divulgou a pesquisa de produção industrial. Os dados mostraram crescimento de 6% no setor catarinense, a segunda maior alta do país.

Fonte: Visor Notícias

Economia

Balneário Camboriú reduz temporariamente alíquota de ITBI para estimular regularizações de imóveis

A nova alíquota vale para os pedidos protocolados até o dia 30 de abril deste ano, e com pagamento em parcela única

Economia

Fábio da Veiga assume a Superintendência do Porto de Itajaí

Fábio da Veiga retorna ao comando do Porto de Itajaí. Ele teve sua nomeação confirmada oficialmente através do Jornal do Município em 01º de janeiro de 2021. Prioridade em sua gestão será dar sequência as […]

Economia

Fiesc defende viabilidade de novas ferrovias em SC

Na atualização proposta para a Ferrovia Litorânea (SC), deve ser avaliada uma alternativa viável para a zona metropolitana de Florianópolis

Economia

Preço do material escolar pode variar até 194,69%

Foram consultados os 23 itens básicos solicitados nas relações de materiais escolares

Mais notícias