keyboard_backspace

Página Inicial

Saúde

Ambulatório de Feridas Complexas de Itajaí é referência no tratamento de lesões de pele

Cerca de 500 atendimentos são realizados todos os meses com pequenas cirurgias, curativos especiais, lasers e outras terapias

144241 Visor Notícias
Foto: Divulgação

O Ambulatório de Feridas Complexas de Itajaí é referência no tratamento de lesões de pele. O espaço já realizou mais de 54 mil atendimentos desde a sua implantação. Localizado junto ao Centro Médico de Referência São Judas, o ambulatório oferece tratamentos personalizados para pacientes com algum tipo de lesão complexa, como feridas pós-cirúrgicas, neoplásicas, venosas, linfáticas, além de queimaduras, lesão por pressão, entre outras.

Pioneiro na região, o ambulatório foi implantado pela Secretaria Municipal de Saúde em 2015 e realiza, em média, 500 atendimentos mensais. Cada paciente recebe um tratamento personalizado, conforme o tipo de ferida. A estrutura realiza desde pequenas cirurgias e curativos especiais, bem como utiliza diversas terapias para diminuir o tempo de cicatrização, como laserterapia, ozonioterapia, cromoterapia e aromaterapia.

“Utilizamos várias técnica e terapias para o tratamento de feridas complexas com o objetivo de reduzir o tempo de cicatrização e proporcionar mais qualidade de vida aos pacientes. Também fazemos visitas domiciliares para realização de curativos especiais em pacientes acamados ou que não possam se deslocar até a unidade”, explica a coordenadora médica do ambulatório, Sandra Mara Nadal.

O ambulatório também realiza o serviço de teleconsultoria sobre feridas complexas. Todos os profissionais da Rede Municipal de Saúde podem solicitar o atendimento, via Sistema de Regulação (Sisreg), com a médica Sandra Nadal e a enfermeira Dhielle de Souza Pinheiro. As servidoras fornecem orientações e encaminham casos graves para atendimento mais ágil.

Terapias contribuem para acelerar cicatrização

Desde 2020, o ambulatório também passou a utilizar a ozonioterapia de forma complementar ao tratamento de feridas complexas. A terapia ajuda a acelerar o processo de cicatrização e reduz o tempo de tratamento. “Com a ozonioterapia, o tempo médio de tratamento dos pacientes, que era de um ano passou para cerca de três a quatro meses. Percebemos ainda a melhora da imunidade e diminuição de dores, bem como economia de gastos”, comenta a enfermeira do serviço, Elisabete Dias.

Para o paciente Pedro Ramos, de 77 anos, o tratamento no ambulatório de feridas foi fundamental para tratar uma úlcera mista na perna, que ele tinha desde os 19 anos. Morador do Cidade Nova, Ramos relata que chegou a pedir para amputar a perna por conta das dores. Ele faz tratamento no Centro Médico de Referência São Judas há pouco mais de um ano.

“Agradeço a Deus por ter colocado essa equipe no meu caminho. Há 58 anos eu trato essa úlcera e hoje ela está praticamente fechada. Depois de todo sofrimento que tive com essa perna, elas me acolheram muito bem, é uma equipe maravilhosa”, ressalta o paciente.

O Ambulatório de Feridas Complexas conta quatro profissionais de saúde, uma média, duas enfermeiras e uma técnica de enfermagem. Os pacientes, de todas as faixas etárias, são encaminhados ao serviço pelas unidades básicas de saúde do município. O local fica na rua Carolina Vailatti, s/nº, ao lado do Asilo Dom Bosco, no bairro São Judas. Mais informações pelos telefones (47) 98815-7328 e 99772-0169

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Brunela
Brunela Maria
Brunela Maria é jornalista desde 2011 e formada pelo Centro Universitário IESB, em Brasília. Trabalhou no Notícias do Dia, em Florianópolis e na Record TV Brasília. Atua como repórter no portal Visor Notícias e também na WebTV desde 2019.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Saúde

Veja como lidar com a Síndrome de Domingo antes de começar uma nova semana

O domingo é considerado o dia mais infeliz da semana, segundo um artigo da American Psychological Association

Saúde

Santa Catarina registra 180 mortes por dengue e vacinação continua baixa

A preocupação é de que a vacinação do público-alvo está abaixo de 35% em todas as regiões onde é aplicada

Saúde

Ocupação das UTIs segue acima dos 90% em SC

Baixa procura por imunizantes contra a dengue e doenças respiratórias tem pressionado o sistema

Saúde

Hepatite C lidera causa de mortes em SC nos últimos cinco anos

Hepatite C não tem vacina, mas tratamento pode levar à cura

Saúde

Vírus mayaro já tem primeiros casos no Brasil

Saiba mais sobre a doença, cujos sintomas são semelhantes aos da chikungunya

Mais notícias

Segurança

Helicóptero cai com Presidente do Irã e comitiva

Cerca de 40 equipes de resgate, apoiadas por drones e montanhistas experientes, estão intensificando as buscas no local