keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Vítima que morreu atingida por raio em Itapema é identificada

Fabrício Gasparetto, de 47 anos era corretor de imóveis em Itapema

X
Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

A vítima que morreu atingida por um raio na faixa de areia, na Meia Praia, em Itapema, durante a noite de sexta-feira (2), foi identificada como Fabrício Corrêa Gasparetto, de 47 anos. Ele era morador da cidade, trabalhava como corretor de imóveis e consultor de negócios, também gostava de praticar esportes, segundo relataram alguns amigos para a NSC.

Fabricio corria na Meia Praia com um colega na noite desta sexta quando foi atingido pelo raio. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. A morte causa comoção na cidade. Nas redes sociais, amigos lamentam a perda e prestam solidariedade à família. Fabricio era casado e tinha três filhos, uma menina e dois meninos. Natural de Chapecó, no Oeste catarinense, morava em Itapema, no mesmo bairro onde aconteceu a fatalidade, relata o amigo Heber Rodrigues Andrade.

“Eu estou até agora chocado, era um rapaz muito bom, muito legal, que aconselhava as pessoas. Ele gostava de correr aos fins de semana, de jogar bola com os filhos e também praticava artes marciais. Era um bom pai, um bom esposo, e alguém totalmente profissional”, diz Heber, 41 anos, que trabalhou com Fabricio em uma corretora de imóveis.O corpo de Fabricio Gasparetto será velado em cerimônia restrita à família em um crematório em Balneário Camboriú neste sábado (3). Depois, será cremado no mesmo local.

Fonte: Visor Notícias

Geral

VÍDEO: Bombeiro é eletrocutado enquanto resgatava pássaros de fiação

Apesar do susto, bombeiro foi internado e está estável

Geral

Carreata realizada por pais em Itapema pede retomada das aulas

Carreata deste domingo (25) chamou atenção de diversas pessoas

Geral

VÍDEO: Sem máscara, mulher cospe em passageiro e é arremessada de ônibus

Vídeo postado no Tik Tok viralizou e agora autoridades tentam encontrar protagonistas

Geral

Criança que se afogava em praia de Florianópolis é salva por policiais civis de folga

Avó da criança tentava salvar a criança em Florianópolis

Geral

Crianças acham que os pais estão dormindo e ficam três dias em casa, com eles mortos na cama

Caso só foi descoberto porque o casal faltou a uma reunião de família

Mais notícias