keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Vereador de Itapema propõe internação involuntária para pessoas em situação de rua

Anteprojeto sugerido pelo vereador tem como objetivo a recuperação e reintegração social dos indivíduos afetados

vereador leo cordeiro
Foto: Divulgação

Em resposta a uma crescente preocupação com a situação das pessoas em situação de rua, o vereador Léo Cordeiro de Itapema, anunciou uma medida polêmica: a proposição de um anteprojeto para a internação involuntária desses indivíduos. Inspirado por uma legislação similar recentemente aprovada em Florianópolis, a proposta de Cordeiro busca enfrentar problemas associados à dependência química e à violência urbana.

Através de suas redes sociais, o vereador expressou sua frustração com a falta de ação por parte da Prefeitura de Itapema, citando tentativas anteriores de instaurar políticas voltadas à internação voluntária ou involuntária de dependentes químicos. “Desde 2022, venho fazendo indicações e pedidos para que uma força-tarefa fosse realizada. Agora, estou enviando um anteprojeto seguindo o modelo de Florianópolis, que está lidando com esse problema de maneira proativa,” afirmou Cordeiro.

O anteprojeto sugerido pelo vereador tem como objetivo a recuperação e reintegração social dos indivíduos afetados, enfatizando um processo humanizado e respeitoso. A proposta visa não apenas o benefício da saúde dos abordados, mas também a retomada de laços familiares e a reintegração ao trabalho e à comunidade.

A iniciativa surge em um contexto de crescente visibilidade da violência relacionada a pessoas em situação de rua, com a imprensa relatando casos alarmantes de agressões e mortes em Florianópolis. Tais incidentes acenderam o debate sobre a melhor forma de lidar com a questão, impulsionando outras cidades do litoral catarinense a buscar soluções para prevenir situações semelhantes.

Léo Cordeiro destaca a urgência de ações efetivas por parte do governo municipal de Itapema, ressaltando os devastadores efeitos do consumo de drogas na comunidade. “A droga mata, destrói famílias, traumatiza crianças. Nossa cidade não pode ser tomada por pessoas doentes que necessitam de nosso apoio e cuidado,” declarou, fazendo um apelo por um plano de ação e atualização legislativa que enderece essa questão de forma eficaz.

A proposta agora aguarda deliberação do executivo municipal.

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Brunela
Brunela Maria
Brunela Maria é jornalista desde 2011 e formada pelo Centro Universitário IESB, em Brasília. Trabalhou no Notícias do Dia, em Florianópolis e na Record TV Brasília. Atua como repórter no portal Visor Notícias e também na WebTV desde 2019.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Política

Como justificar ausência nas eleições 2024 pela internet

Passo a passo para evitar multas e sanções legais

Política

Morre deputada Amália Barros, vice-presidente do PL Mulher

Parlamentar lutava pelos direitos das pessoas com visão monocular

Política

Senado aprova texto-base do novo DPVAT

A proposta foi aprovada após uma votação de 41 votos a favor, 28 contra e nenhuma abstenção

Política

Deputado Emerson Stein (MDB) faz primeiro pronunciamento após ser alvo da Operação Mensageiro

Na ação foram apreendidos documentos, um celular pessoal e um de trabalho e um notebook

Mais notícias

Segurança

Adolescente é espancado e torturado em escola particular de SC

Advogado defende que os dirigentes da escola sejam criminalmente responsabilizados por omissão

Segurança

Homem morre após cair em silo em SC

Jovem chegou a ser socorrido, mas não resistiu