keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Transpiedade altera horários durante as férias escolares de Itajaí

X

A partir do dia 23 de dezembro, sábado, as tabelas horárias do transporte público de Itajaí serão alteradas. A readequação se dá em função das férias escolares e coletivas das empresas.
Nesta época, há uma queda no volume de passageiros e os horários de muitas linhas necessitam ser readequados, para otimizar o uso da frota. De acordo com a Transpiedade as linhas do interior não terão mudanças.
Todos ônibus são monitorados em tempo real pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Transpiedade, através do sistema de GPS, instalado em toda a frota. A CCO analisa o desempenho das linhas e horários e se caso seja necessário haverão ajustes.

Horários dos dias 25/12 e 1/1
Nos dias 25/12 (segunda-feira) e 1/1 (segunda-feira) os ônibus irão circular com as tabelas de horários de domingos e feriados.

As novas tabelas horárias das linhas podem ser consultadas nos Terminais Fazenda, Cordeiros e Ressacada, com os fiscais da empresa, no site www.transpiedadeitajai.com.br , no facebook da Transpiedade, e ainda na central de atendimento, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h50min, pelo telefone: (47) 3349-2203.

Cidades

Homem morre atropelado por carreta em Camboriú

A vítima, identificada como Natanael Sestrem, morava no bairro Espinheiros em Itajaí

Cidades

Mulher fica ferida após capotar carro na BR-101 em Itapema

Segundo a Arteris, pouco após o acidente, a rodovia já registrava um quilômetro de congestionamento sentido Sul

Cidades

Morador de Itapema que estava desaparecido volta para casa

No início desta semana, a mulher de Saul fez um apelo ao Visor Notícias para encontrar o marido

Cidades

Menino fica com cabeça presa em cerca e é salvo pelos Bombeiros em SC

Os bombeiros utilizaram uma ferramenta hidráulica de expansão para afastar as peças.

Cidades, Geral

Outubro Rosa: Anjos do Peito incentiva aleitamento materno para prevenção ao câncer de mama

De acordo com o Ministério da Saúde, risco de desenvolver a doença diminui de 4,3% a 6% a cada 12 meses de amamentação

Mais notícias