keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Radar meteorológico de Lontras está sem funcionar em SC

Fora de operação há pelo menos cinco meses, o equipamento que custou R$ 10 milhões, está em fase de ajustes finais para voltar à atividade, segundo a Defesa Civil estadual, que não deu data exata para o funcionamento.

X
Foto: Agência Alesc

Pouco mais de um mês após a enxurrada que causou 21 mortes no Vale do Itajaí, o radar meteorológico de Lontras continua sem funcionar. Fora de operação há pelo menos cinco meses, o equipamento está em fase de ajustes finais para voltar à atividade, segundo a Defesa Civil estadual, que não deu data exata para o funcionamento.

O radar foi inaugurado em 2014, com um investimento de R$ 10 milhões. Ele tem capacidade para cobrir 191 dos 295 municípios catarinenses.

Em dezembro, na época da enxurrada, a Defesa Civil do Estado afirmou que a inoperância dele não prejudicou os alertas que foram emitidos na noite do temporal. Mas prefeitos da região dizem que ele é importante para evitar problemas e “salvar vidas”.

“O radar de Lontras ia ajudar mais a ver, mais ou menos, a quantidade de chuva, mas esse quantitativo a gente já possuía. Mesmo com o radar de Lontras ou sem o radar de Lontras, não havia como prever que esse acumulado de chuva ia acontecer num curto espaço de tempo”, disse o diretor de Gestão de Riscos da Defesa Civil, Felipe Gelain, logo após as enxurradas.

No Vale do Itajaí, a chuva deixa muitos moradores apreensivos. “Não é só o medo da chuva, é o medo do deslizamento de novo”, resumiu a agente comunitária de saúde Roselene Douzan.

A região é conhecida pelas frequentes chuvas intensas, que provocam alagamentos, enxurradas e deslizamentos de terra. Para os prefeitos da região, a volta do funcionamento do aparelho Lontras é importante.

“Esse radar, de fato, se funcionar, contribui muito para evitar, não o desastre em si, mas a gente pode salvar vidas”, afirmou Adriano Poffo (MDB), prefeito de Ibirama.
Desde que está inoperante, a falta do radar de Lontras vem sendo suprida pelo radar que fica no Morro da Igreja, em Urubici, na Serra catarinense. Mas o equipamento não tem capacidade para detalhar chuvas mais concentradas na região do Vale do Itajaí por causa da diferença topográfica.

Sem as informações fornecidas pelo radar de Lontras, os municípios da região enfrentam falta de informações de curto prazo sobre a previsão do tempo.

Fonte: G1 SC

Geral

Papa Francisco deixa o Iraque após visita de três dias

Os cristãos no Iraque são atualmente 01% da população, depois de terem constituído cerca de 06% dos habitantes do país, há duas décadas.

Geral

Morre passageira de moto que sofreu acidente com caminhão na BR-101

Sandra estava internada no Marieta Konder, em Itajaí

Geral

Casal que sofreu acidente na BR-101 dirigia moto dos sonhos comprada há dois meses

Sandra e Anderson voltavam de um passeio por Campo Alegre, no Planalto Norte, quando, na volta, foram atingidos pelo caminhão

Geral

Menino de 13 anos desaparece após submergir em rio de Santa Catarina

O trabalho de buscas foi reiniciado no início da manhã deste domingo (7)

Geral

Caminhões não podem entrar em Porto Belo pela via principal

O Governo do Município de Porto Belo através do Decreto Nº 2.701, delimita o acesso de caminhões de grande porte ao Município. Considerando que o acesso principal do Município, pela Avenida Governador Celso Ramos através […]

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil realiza maior ação de combate a crimes de violência contra a mulher do Brasil

A operação integrada teve início no dia 1º de janeiro de 2021 em todo o Brasil.

Segurança

Denúncias de violência contra a mulher somam 105,6 mil em 2020

Do total de registros, 72% (75.753 denúncias) são referentes à violência doméstica e familiar contra a mulher