keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Projeto Contarte desperta encantamento e interesse por livros

Histórias são lidas e cantadas, em escolas, espaços culturais e instituições da região

De pernas cruzadas, olhos atentos e brilhantes acompanham a história, que é contada, cantada e interpretada, sob auxílio de adereços coloridos, instrumentos musicais e vozes poderosas. Clássicos já conhecidos da literatura ganham nova roupagem e são lidos por integrantes do projeto de extensão Contarte, vinculado ao Proler da Universidade do Vale do Itajaí (Univali). Durante suas performances, os acadêmicos fazem questão de segurar e mostrar o livro, para que ele seja reconhecido como um objeto estético e transformador.

Pelo menos uma vez na semana, o grupo realiza leitura dramática de livros de qualidade infantojuvenil, em escolas, espaços culturais e instituições de Itajaí, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Barra Velha e São João do Itaperiú (SC). O projeto de formação de leitores nasceu em 2003, no curso de Pedagogia e hoje permite a participação de acadêmicos de todos os cursos do Núcleo das Licenciaturas. Atualmente, compõem o grupo alunos de História, Letras e Música, sob a coordenação da professora Cleide J. M. Pareja. 

“Fazemos questão de segurar o livro, para a criança entender que aquilo que está sendo apresentado não é invenção, é o livro que traz. Percebemos que este trabalho contribui muito na formação de novos leitores, o público fica encantado”, afirma Cleide. A docente ressalta ainda que o processo também proporciona crescimento intelectual, afetivo e cognitivo aos contadores de história: “Cada um, com sua habilidade, acrescenta com o melhor de si. O resultado gera conhecimento interdisciplinar”, comenta.

Proposta impacta alunos e professores

Amanda Demétrio dos Santos, acadêmica de Letras e bolsista do projeto, vê evolução em seu próprio desenvolvimento desde que ingressou na iniciativa, tanto na forma como se expressa quanto como lida com as crianças. “Aprendemos muito entre nós e com o público. Como futuros professores, com certeza levaremos isso conosco, para a vida”, opina.

Ana Cecilia Demétrio, professora de Apoio Pedagógico do primeiro ciclo de alfabetização do Centro Educacional Municipal Presidente Médici, requisitou a atuação do grupo na escola, por acreditar que o trabalho impacta alunos e professores: “As estratégias de leitura e o acesso aos livros favorecem a alfabetização das crianças. Por isso, esse momento é tão importante, para formar novos leitores e incentivar os professores a contarem histórias”.

Como ser contemplado com uma contação de história?

Instituições que tiverem interesse em receber a visita do grupo, com a realização de uma contação de histórias, de forma gratuita, devem entrar em contato com a coordenação, para agendamento prévio, por meio do e-mail – prolercontarte@gmail.com.

Assista o vídeo em: https://www.youtube.com/watch?v=kxECvuXjh7A

 

Cidades

Porto Belo decide proibir festa em escuna, no Caixa D’aço, que era anunciada nas redes sociais

A prefeitura de Porto Belo anunciou que proibiu a Seaparty 2ª Edição, que estava prevista para o próximo dia 23, em uma escuna na praia do Caixa D’aço. Os ingressos estavam sendo vendidos a R$ […]

Cidades

Polícia Civil desvenda homicídio em São José

Após investigações, a Polícia Civil desvendou o crime de homicídio praticado na direção de veículo automotor ocorrido na noite do dia 13/12/2020, em São José, na Grande Florianópolis. A ação é da Divisão de Investigação […]

Cidades

Apresentador Ratinho passa final de semana em Itapema, visita a prefeitura e compra sapatos em São João Batista

O empresário e apresentador de televisão Carlos Massa, o Ratinho, passa o final de semana em sua casa em Itapema. Ele é mais uma das celebridades que escolheu Itapema e o litoral de Norte de […]

Cidades

Caminhão tomba na BR-101 e deixa criança em estado grave

Menino foi encaminhado ao Pronto Atendimento de Garuva

Cidades

Vídeo: Jacaré ataca cachorro e acaba morto por moradores no litoral catarinense

Um Jacaré foi morto por moradores da Localidade de Barra do Saí, em Itapoá, depois que ele atacou o cachorro de uma moradora. Com mais de dois metros de comprimento o animal largou o cão, […]

Mais notícias