keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Maus-tratos: Três atobás são atingidos por arma de chumbinho, apenas um sobrevive

É difícil entender o que leva uma pessoa a cometer uma crueldade dessas

X
Associação R3 Animal

O que três atobás-pardos (Sula leucogaster) resgatados em datas e locais diferentes têm em comum? As três aves não conseguiam voar porque foram vítimas de maus-tratos e precisaram passar por procedimentos cirúrgicos para a retirada de projéteis de armas de ar comprimido, os chamados chumbinhos. É difícil entender o que leva uma pessoa a cometer uma crueldade dessas. Devido à gravidade dos ferimentos, apenas um atobá sobreviveu e segue em reabilitação.

No primeiro caso, o atobá foi resgatado por guarda-vidas, na Praia dos Ingleses, em Florianópolis, pois não conseguia voar e nadar. A ave estava bastante magra e apresentava problemas respiratórios. Um exame de raio-x revelou o motivo de a ave não conseguir voar: a presença de um projétil alojado na musculatura peitoral.

O segundo animal foi resgatado por moradores de Garopaba e entregue à Polícia Militar Ambiental de Palhoça, que trouxe a ave até o pelotão da PMA no Parque Estadual do Rio Vermelho, onde também fica localizado o Centro de Pesquisa, Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos (CePRAM), administrado pela R3 Animal por meio do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

A ave apresentava perda de musculatura, provavelmente causada por inanição. Após o exame radiográfico também constatou-se a presença de um “chumbinho” alojado na asa direita.

A terceira ave foi resgatada por pessoas que navegavam próximo às Ilhas Moleques do Norte, em frente à Praia dos Ingleses, em Florianópolis. Assim como as outras, esse atobá também estava bastante debilitado e possuía um projétil de arma de ar comprimido alojado no corpo. Os projéteis foram retirados, mas, infelizmente, apenas a última ave sobreviveu e segue em reabilitação. Estamos na torcida para que ela consiga recuperar bem e possa voltar ao habitat natural.

Caso saiba ou presencie alguém atirando em animais silvestres, denuncie! Ligue 190. Molestar animais é crime previsto em lei federal.

Ao encontrar um mamífero, tartaruga ou ave marinha debilitada ou morta na praia, ligue 0800 642 3341. Sua ligação pode ajudar a salvar vidas!

Fonte: Associação R3 Animal

Geral

Unimed Litoral está entre as melhores empresas para trabalhar no Brasil

A Unimed Litoral está entre os 100 Lugares Incríveis para Trabalhar no Brasil, premiação concedida pelo Universo Online e Fundação Instituto de Administração (FIA) com base na opinião dos colaboradores de centenas de empresas avaliadas. […]

Geral

Morador de rua morre em padaria que segue aberta até corpo ser recolhido

Corpo do morador de rua ficou no local por quase três horas

Geral

Vídeo mostra mulher abandonando filha recém-nascida em lixeira de Balneário Camboriú

Um vídeo mostra a mulher caminhando com uma sacola nas mãos de forma tranquila

Geral

Mãe de recém-nascida encontrada em lata de lixo é localizada e diz estar arrependida

Um vídeo mostra a mulher caminhando com uma sacola nas mãos de forma tranquila

Geral

Bombinhas divulga novos horários de entrada de ônibus e caminhões

A Prefeitura de Bombinhas publicou o O Decreto Municipal nº 2.678, que altera a regulamentação da utilização de vias públicas para entrada e estacionamento de ônibus e caminhões de carga e descarga

Mais notícias