keyboard_backspace

Página Inicial

Brasil

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão seus benefícios bloqueados.

X
Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que não fizeram a prova de vida entre março de 2020 e fevereiro deste ano não terão seus benefícios bloqueados.

A Portaria nº 1.266/2021, publicada nesta quarta-feira (20) no Diário Oficial da União, prorroga a interrupção do bloqueio de benefícios para as competências de janeiro e fevereiro, ou seja, para pagamentos até o fim de março.

A prorrogação vale para os beneficiários residentes no Brasil e no exterior. De acordo com a portaria, a rotina e obrigações contratuais estabelecidas entre o INSS e a rede bancária que paga os benefícios permanece e a comprovação da prova de vida deverá ser realizada normalmente pelos bancos.

Realizada todos os anos, a comprovação de vida é exigida para a manutenção do pagamento do benefício. Para isso, o segurado ou algum representante legal ou voluntário deve comparecer à instituição bancária onde saca o benefício. O procedimento, entretanto, deixou de ser exigido em março de 2020, entre as ações para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, e a medida vem sendo prorrogada desde então.

Desde agosto do ano passado, a prova de vida também pode ser feita por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site do órgão por beneficiários com mais de 80 anos ou com restrições de mobilidade. A comprovação da dificuldade de locomoção exige atestado ou declaração médica. Nesse caso, todos os documentos são anexados e enviados eletronicamente.

Militares inativos
Também foi publicada no Diário Oficial da União portaria do Ministério da Defesa que também suspende, até 30 de junho, a atualização cadastral para prova de vida de militares inativos, pensionistas de militares, militares anistiados políticos e dependentes habilitados. De acordo com o texto, nesse caso, o bloqueio de pagamentos por falta de realização da comprovação de vida voltarão a acontecer a partir de 1º de julho.

A medida também foi adotada em março do ano passado em razão da pandemia de covid-19 e vem sendo prorrogada.

Fonte: Andreia Verdélio | Agência Brasil

Brasil

INSS divulga calendário de retomada da prova de vida

Segundo dados apresentados por Rolim, a suspensão da obrigatoriedade levou 5,3 milhões de aposentados e pensionistas a não realizarem o procedimento

Brasil

Idosa de 117 anos é vacinada contra a Covid-19

A idosa recebeu a primeira dose do imunizante Oxford/AstraZeneca dentro de casa

Brasil

Globo faz testes para Covid-19 no ‘BBB21’ após participantes manifestarem sintomas

O público e a emissora ficaram preocupados com os participantes

Brasil

Fiocruz: síndrome respiratória grave tende a aumentar em oito estados

Previsão é mais forte para o Ceará, Santa Catarina e Tocantins

Brasil

Contribuinte pode baixar programa da declaração do IR a partir de hoje

Prazo de entrega começa em 1º de março e vai até 30 de abril

Mais notícias

Coronavírus

Três novos casos da variante brasileira da Covid-19 são confirmados em SC

Neste sábado (27), a Secretaria de Estado da Saúde confirmou três novos casos da variante da Covid-19 brasileira, a P1, em Santa Catarina, em pessoas que vieram de Manaus. Os casos foram confirmados pelo Lacen […]

Coronavírus

Covid-19: Técnica de enfermagem morre no hospital de Itapema

Segundo colegas, ela não apresentava comorbidades