keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

FECAM manifesta-se contra liminar que limita ações de enfermeiros e alerta sobre impacto no atendimento à população

Em nome dos 295 prefeitos e prefeitas, a presidente da entidade, Adeliana Dal Pont, prefeita de São José, enviará ofício ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, e ao juiz federal Renato Borelli, autor da decisão, solicitando que a liminar seja revogada.

X

Preocupada com os impactos da decisão liminar da Justiça Federal que restringiu a atuação dos enfermeiros nos serviços de saúde nos municípios, a Federação Catarinense de Municípios – FECAM posiciona-se contrária a mudança e alerta sobre as possíveis consequências no atendimento à população que procura o Sistema Único de Saúde – SUS. Em nome dos 295 prefeitos e prefeitas, a presidente da entidade, Adeliana Dal Pont, prefeita de São José, enviará ofício ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, e ao juiz federal Renato Borelli, autor da decisão, solicitando que a liminar seja revogada.

 

“Essa decisão afeta diretamente o atendimento da Política Pública de Saúde, que é de responsabilidade do município na sua execução. As administrações municipais prezam por oferecer a atenção básica com qualidade, sem prejudicar a população. Para isso é fundamental a necessidade das equipes multidisciplinares, tanto com médicos como enfermeiros que qualifiquem a oferta dos serviços à população”, destaca Adeliana.

 

Na avaliação dos municipalistas, a decisão impacta diretamente nos serviços de saúde nos municípios, pois diminui o acesso dos pacientes e aumenta a lentidão do sistema de saúde. Em especial para o teste do pezinho, preventivos, pré-natal, testes rápidos para detectar HIV, sífilis ou hepatite, exame para diagnosticar doenças graves em recém-nascidos ou para controle de doenças crônicas como hipertensão e diabetes, além dos preventivos, como o do câncer de colo do útero, entre outros.

“A FECAM acompanhará as definições acerca da decisão liminar, esperando que seja revista, sem prejuízo à população e aos municípios”, finaliza a presidente.

 Sobre o caso

A decisão foi proferida no dia 27 de setembro pelo juiz Renato Borelli, substituto da 20ª Vara Federal do Distrito Federal. A decisão atendeu a um pedido do Conselho Federal de Medicina (CFM),que solicita a proibição da requisição de exames e consultas pelos profissionais na atenção primária.

 

Geral

No Sul de SC, governadora garante que buscará mais recursos para atender demandas de Jaguaruna e Laguna

Governadora informou que o projeto proposto pela Amurel será analisado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura

Geral

Missa de Abertura da Pesca da Tainha 2021

Comunidade se junta em oração para pedir a abundância nas redes e lanços

Geral

Caso da fazendeira que estava desaparecida e foi encontrada dentro de cobra píton volta à tona

Moradores mataram a cobra e ao abri-la, se depararam com o corpo da fazendeira

Geral

Cantor Bruno, da dupla com Marrone, posta foto com foragido da Justiça em Dubai e causa polêmica

Com mandados de prisão, Danilo Santana é acusado de, pelo menos, três crimes

Geral

Nasa extrai oxigênio respirável de ar rarefeito de Marte

Embora a produção inicial tenha sido modesta, o feito assinalou a primeira extração experimental de um recurso natural do meio ambiente de outro planeta para uso direto de humanos.

Mais notícias

Segurança

Cães da Polícia Civil auxiliam nas fiscalizações contra tráfico de drogas em rodoviária de Joinville

Passageiros, as malas e os ônibus intermunicipais e interestaduais foram vistoriados pelos agentes com o auxílio dos cães Glock e Imbel

Economia

BC aprova obrigatoriedade de bancos ofertarem Pix por agendamento

Instituições também ganharam mais prazo para Pix Cobrança