keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Farmácias de Camboriú serão fiscalizadas pela Vigilância Sanitária

Força-tarefa irá verificar se farmacêuticos realizam a venda de medicamentos com ação antibiótica conforme estipula a lei.

 
Ação irá verificar se farmacêuticos realizam a venda de medicamentos com ação antibiótica conforme estipula a lei. Fiscalizações também buscam coibir a cultura de automedicação em moradores do município

 
Serão realizadas durante o mês de novembro fiscalizações da Vigilância Sanitária em farmácias de Camboriú. As vistorias terão caráter de conferência e orientação, e buscam controlar o estoque e a venda de medicamentos com ação antibiótica. Todas as 40 unidades presentes no município serão fiscalizadas.
 
A comercialização de medicamentos com ação antibiótica só é permitida perante receita. Por conta disso, farmacêuticos devem lançar as vendas feitas ao longo do dia num sistema ligado à Anvisa. “As informações sobre a dispensação no sistema, o estoque físico e o número de receitas devem estar de acordo. As três informações precisam bater. Nós vamos cumprir o que está vigente em lei”, enfatiza a diretora de Vigilância em Saúde, Josiane Farias, quanto ao motivo para execução das fiscalizações.
 
Além do controle da comercialização dos medicamentos, as fiscalizações também têm como objetivo refrear a cultura da automedicação em moradores do município. “Comprar e fazer uso de medicamentos sem o acompanhamento de um profissional é uma prática que não deve ser seguida. Isso pode desencadear reações alérgicas; em interação com outras medicações, pode cortar o efeito de ambos; entre outros exemplos. No caso dos medicamentos com ação antibiótica, a automedicação causa resistência bacteriana e faz com que o organismo não alcance mais os efeitos terapêuticos esperados de algumas medicações”, pontua a diretora.
 
Uma fiscal do setor e a diretora, que é farmacêutica formada, integram a equipe das vistorias. A ação também será realizada em outras cidades do estado, seguindo a orientação do Ministério da Saúde. Quem estiver em desacordo com a lei sofrerá autos de infração e, em casos mais graves, ter a farmácia interditada. Além disso, farmacêuticos que fizerem a venda de medicamentos com ação antibiótica ou de princípio ativo sem a apresentação de receita médica podem sofrer penalizações específicas do Conselho de Farmácia ou até ser preso, enquadrado por tráfico de drogas, com pena de três a 15 anos de detenção.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Cidades

Vigilantes de trânsito e PM realizam operação contra transporte clandestino em Navegantes

O secretário da pasta, Joziel José Pereira, explica que constantemente, chegam denúncias no setor, relatando esse tipo de situação e que por isso, a Navetran e Polícia Militar trabalham para combater o problema

Cidades

Navegantes lança revista anual de transparência dos atos públicos

O periódico será lançado uma vez ao ano, sempre com dados do ano anterior

Cidades

Itajaí se mobiliza para enfrentar semana de frio intenso

Ativação de abrigo de inverno nesta terça-feira (17) e intensificação de abordagens sociais são algumas das ações planejadas para acolher população vulnerável

Cidades

Balneário Piçarras ativa abrigo de inverno para moradores em situação de rua

Secretaria de Assistência Social realizará trabalho de campo para localizar os moradores de rua

Cidades

Cães e gatos ficam órfãos após morte de protetora em SC

Cidade está mobilizada para ajudar na adoção dos animais

Mais notícias

Segurança

Morador conta como foi tentativa de resgate de homem que morreu queimado em SC

Carro em que ele estava capotou e pegou fogo. Veja a reportagem do Visor Manhã

Segurança

Motorista que matou idoso durante racha é autuado por homicídio qualificado

O fato ocorreu na Avenida Beira-Mar Norte na madrugada desta sexta-feira (20)