keyboard_backspace

Página Inicial

Brasil

Família acusa hospital de arrancar cabeça de bebê durante parto

Uma família afirma que o bebê que esperavam teve a cabeça arrancada durante o parto, realizado na Santa Casa de Misericórdia, em Belém (PA). Conforme a notícia publicada pelo portal Metrópoles, parentes alegam que os […]

X
Foto: Ilustrativa

Uma família afirma que o bebê que esperavam teve a cabeça arrancada durante o parto, realizado na Santa Casa de Misericórdia, em Belém (PA). Conforme a notícia publicada pelo portal Metrópoles, parentes alegam que os funcionários da unidade de saúde forçaram um parto normal, mesmo com a mulher tendo indicação de cesariana, em decorrência de problemas de saúde do feto. O hospital alega que houve complicações no procedimento, na última sexta-feira (16).

O marido contou que a mulher estava com oito meses de gravidez e chegou ao hospital por volta das 6h. Ela teria sido encaminhada pelo médico de Ourém, onde vive o casal, pois a paciente precisaria de uma cirurgia. Segundo o boletim de ocorrência, ela ainda precisou esperar por mais de três horas para ser levada para a sala de parto. “Eles estavam esperando para ver se ela tinha passagem, mesmo sem ela poder ter normal”, afirmou o marido.

Uma amiga acompanhou a grávida e presenciou toda a situação. Ao site Uol, ela disse que avisou diversas vezes aos profissionais de saúde que a mulher não poderia ter um parto normal, porém eles teriam pedido para que a paciente fizesse força. “Eles não deram ouvidos e ficaram mandando ela fazer força. Fizeram tanta força que a cabeça veio na mão da enfermeira e depois caiu no chão. Só operaram depois, para tirar o resto do corpo”, relatou o marido.

A amiga também contou que as enfermeiras ouviram o coração do bebê em duas ocasiões, uma na chegada ao hospital e outra no momento do parto. Apesar disso, um funcionário teria dito que a criança já estava morta “na barriga” e não sobreviveria por conta de má formação. De acordo com o marido, a mulher, que permanece internada, está em choque. Ela sabe que a criança morreu, porém desconhece as circunstâncias. “Achamos melhor não contar para ela ainda. Vamos deixar ela melhorar para contar”.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), informou em suas redes sociais que mandou afastar os profissionais de saúde que participaram do atendimento. Além disso, lamentou o ocorrido e decretou que a Polícia Civil realize uma investigação para apurar os responsáveis.

Fonte: Metrópoles

Brasil

Geada congela orelhas e rabos de vacas em propriedade rural

Produtor também comentou que quando se deparou com a cena dos animais congelados pegou a câmera e foi filmar

Brasil

Pesquisa aponta que gasolina deve chegar a R$6 no segundo semestre

Combustível ultrapassa a marca em 13 estados brasileiros

Brasil

Bolsonaro publica vídeo de irmãos catarinenses que cantaram desejando sua recuperação

Os irmãos Pedro Antônio, de oito anos, e Vitor Leonardo, de quatro, aparecerem cantando uma música e desejando a recuperação do presidente

Brasil

Quadro de Bolsonaro continua evoluindo, mas sem previsão de alta

Bolsonaro está internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo

Brasil

Mulher encontra cobra-cega mutante dentro de casa

Segundo oficiais, o termo 'mutante' refere-se ao tamanho do animal que não condiz com o esperado

Mais notícias

Tempo

Forte neve em Gramado na noite desta quarta-feira

A onda de ar frio que passa pelo Sul do país trouxe neve a pelo menos 13 cidades do Rio Grande do Sul, além de chuva congelada, nesta quarta-feira (28). Em São Francisco de Paula, […]

Tempo

Neve começa a cair Santa Catarina

Flocos que caíam, ainda em pouco volume, fizeram a felicidade dos visitantes