keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

PM trans de SC tem identidade reconhecida após 10 meses de espera

Enquanto lutava por um direito já adquirido, sargento Diana precisou deixar o comando do policiamento operacional para cumprir funções adminstrativas

X
Foto: NSC Total

Dez meses após conquistar na Justiça o direito de alterar seus dados de identificação em todos os documentos, o que inclui a carteira funcional, a sargento Priscila Diana, primeira trans a vestir uma farda da Polícia Militar de Santa Catarina, foi reconhecida como mulher pelo Estado nessa quinta-feira (18).

Enquanto lutava por um direito já adquirido, sargento Diana precisou deixar o comando do policiamento operacional para cumprir funções adminstrativas. As alterações ocorreram após publicação do desabafo da militar na imprensa.

Foi durante a noite de quinta-feira, em mais uma das inúmeras consultas ao portal do servidor da Secretaria de Administração do Estado (SEA), que a militar, de 43 anos, viu pela primeira vez seu nome e gênero atualizados após a transição.

– Só falta agora a polícia mudar nos sistemas internos e eu fazer uma nova identidade funcional em Florianópolis – comenta aliviada, mas ainda ansiosa para retornar às atividades operacionais que realizava antes da transição, desde os 19 anos.

A Polícia Militar informou à reportagem, que o processo cadastral depende apenas do tempo burocrático, mas que no caso da sargento Diana, deve ser imediato. Informou, ainda, através de assessoria, que com a conclusão do no cadastro interno, a militar estará liberada para suas atribuições.

Enquanto aguarda os últimos processos burocráticos, aliviada e cheia de expectativas pelo retorno ao comando do policiamento ostensivo da região onde atua, sargento Diana reforça a importância de se manter confiante e firme quanto aos objetivos:

– Temos que ser uma fonte de incentivo às pessoas que perderam a esperança de realizar seus sonhos, seja lá qual for.

Fonte: NSC

Geral

Desenvolvimento Social entrega seis câmaras frias para agricultura familiar no Oeste

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social entregou seis câmaras frias para a agricultura familiar para Chapecó, Pinhalzinho, Bom Retiro, Lages, Canelinha e Xanxerê – uma para cada município. Os equipamentos são para modernizar as […]

Geral

Brasil é o país com maior número de vítimas de roubo de dados na internet

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9%

Geral

Professores da FURB fazem cirurgia de implante em gavião

Após ser resgatado com sinais de possível atropelamento, o gavião-pombo-grande foi encaminhado ao Serviço de Atendimento de Animais Silvestres de Blumenau e teve que ter sua perna amputada.

Geral

Whatsapp habilita ligações de áudio e vídeo para desktop

Por ora, o recurso está disponível apenas para ligações individuais no app do WhatsApp para computador

Geral

Ex-servidor que continuou a receber mesmo após exonerado devolverá 8 meses de salário

O juízo da Vara da Fazenda da comarca de Lages condenou um homem a devolver oito meses de salário ao Município. O ex-servidor continuou a receber indevidamente os valores mesmo depois de pedir exoneração. O […]

Mais notícias

Geral

Desenvolvimento Social entrega seis câmaras frias para agricultura familiar no Oeste

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social entregou seis câmaras frias para a agricultura familiar para Chapecó, Pinhalzinho, Bom Retiro, Lages, Canelinha e Xanxerê – uma para cada município. Os equipamentos são para modernizar as […]

Geral

Brasil é o país com maior número de vítimas de roubo de dados na internet

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9%