keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Operação da Polícia Civil recupera R$20 milhões em maior apreensão da história de Santa Catarina

Nesta primeira fase foram apreendidos veículos, imóveis foram indisponibilizados e ativos financeiros bloqueados

Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro (DLAV) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), deflagrou nesta quinta feira (12) a operação policial “Deu Zebra”, com a finalidade de coibir o crime de lavagem de dinheiro e de bloquear patrimônio de grupo criminoso dedicado à exploração de jogos de azar na Grande Florianópolis.

A ação conta com o apoio das demais unidades especializadas da DEIC/PCSC.

Foram cumpridos 09 mandados de busca e apreensão, além do sequestro e indisponibilidade de 18 imóveis e 19 veículos automotores, que totalizam aproximadamente R$ 20.000.000,00.

A investigação apontou que integrantes de um grupo criminoso responsável pela exploração das bancas de jogos de azar, há décadas, ostentavam histórico policial relacionado ao jogo do bicho, cuja atividade é extremamente lucrativa, investiam os recursos provenientes da atividade delituosa na aquisição de bens de luxo em nome de “laranjas ou testas de ferro” e movimentam grande quantidade de valores proveniente de suas atividades ilícitas.

As medidas judiciais que foram deferidas visam sufocar financeiramente a atividade delituosa, com a apreensão e indisponibilidade de ativos que foram identificados a partir da análise de dados coletados, pesquisas em diversas bases, além de documentos e demais materiais apreendidos em central de jogo identificada pela Polícia Civil.

Durante as buscas os policiais localizaram dispositivos eletrônicos para mineração de criptoativos, possivelmente adquiridos com valores arrecadados da prática delitiva.

Nesta primeira fase foram apreendidos veículos, imóveis foram indisponibilizados e ativos financeiros bloqueados.

A investigação começou no ano de 2021 a partir da apreensão de quantidade significativa de valores em espécie que estava na posse do líder do grupo em uma central localizada no bairro Capoeiras, em Florianópolis.

Inicialmente foram contabilizados aproximadamente R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais) em bens sequestrados, pois algumas medidas ainda estão em andamento.

WhatsApp Image 2022 05 12 at 07.39.07 3
WhatsApp Image 2022 05 12 at 07.39.07 4
WhatsApp Image 2022 05 12 at 07.43.05

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Mulher filma a morte do próprio companheiro que pulou de penhasco para o mar

A autópsia do corpo da vítima revelou que o impacto não foi a causa literal da morte

Segurança

Motorista bêbado atropela dois estudantes na frente de escola

O motorista foi rendido por populares e confessou ter ingerido bebida alcoólica

Segurança

Ladrão finge ser fotógrafo, furta bolsa de mulher em Porto Belo e acaba preso pela PM

Mulher usou rastreador do celular para localizar o bandido que foi preso em Bombinhas

Segurança

PRF apreende 186 kg de maconha em Joinville

Flagrante ocorreu durante abordagem a um automóvel, emplacado no município paranaense de Almirante Tamandaré

Segurança

Motorista com sinais de embriaguez cai e rio e foge do local com o pé quebrado

De acordo com o motorista, um veículo branco teria cortado a sua frente, e o mesmo perdeu o controle da direção

Mais notícias

Geral

Morre o empresário Stalin Passos em Itapema

O velório ocorre nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de Itapema

Geral

Ministério Público Federal investiga prazos do Contorno de Florianópolis

O MPF pediu à Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) que apresente os percentuais de conclusão das obras em sete de janeiro de 2021 e em 20 de fevereiro de 2020, destacando eventuais alterações no cronograma de conclusão