keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Não há pedido de pesquisa no Brasil sobre vacina russa, diz Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) afirmou hoje (30) que não recebeu, até o momento, nenhum pedido de registro referente à vacina russa, batizada de Sputnik V. Ainda segundo a autarquia, também não […]

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) afirmou hoje (30) que não recebeu, até o momento, nenhum pedido de registro referente à vacina russa, batizada de Sputnik V. Ainda segundo a autarquia, também não há nenhum pedido formal que trate da autorização de pesquisa clínica no Brasil para a vacina em questão.

A Anvisa informou que nesta quinta-feira (29) chegou à agência apenas um e-mail do laboratório União Química, comunicando sobre a apresentação de documentos prévios. Os documentos foram enviados com um pedido para que a agência faça uma análise prévia, antes da apresentação formal do pedido de pesquisa.

Em seu comunicado, o laboratório esclareceu que os detalhes para a pesquisa clínica de fase 3 da Sputnik V ainda serão apresentados em data que depende da União Química. “As informações enviadas não são um pedido formal de autorização para a pesquisa e não são suficientes para a autorização da Anvisa. Na prática, a pesquisa não está autorizada e esse pedido ainda não foi feito pelo laboratório”, explicou a Anvisa, por meio de nota.

A agência acrescentou que a documentação para solicitar a autorização de pesquisa clínica chama-se Dossiê de Desenvolvimento Clínico de Medicamento, que  ainda não foi apresentado para a vacina. O laboratório também manifestou interesse em realizar uma reunião de caráter técnico com a Anvisa antes de pedir formalmente a autorização da pesquisa clínica para a Sputnik V.

“A Anvisa tem mantido canal aberto com todas as instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas e medicamentos contra a covid-19. A documentação recebida nesta quinta é parte desta estratégia, mas ainda são documentos prévios e não se trata de pedido de autorização para realizar os estudos em fase 3 (com testes em humanos) ou o pedido de registro”, ressaltou a agência.

Estudos clínicos

A Anvisa lembrou que estudos clínicos são realizados com seres humanos depois de obtidos dados e informações significativos nas etapas anteriores. O protocolo dessa fase precisa ser avaliado e aprovado pela Agência de Vigilância Sanitária antes da sua execução.

Registro

A fase seguinte à de estudos clínicos, é a de registro. Para essa análise, profissionais especializados da Anvisa revisam todos os documentos técnicos e regulatórios e verificam os dados de segurança e eficácia, bem como a qualidade da vacina. O registro, concedido pela Anvisa, é o sinal verde para que a vacina seja comercializada e disponibilizada no país

Fonte: Visor Notícias

Geral

Mulher encontra bebê recém-nascido depois de escutar choro em casa abandonada

A criança ainda estava com o umbigo aberto e havia sinal de que o parto teria acontecido há pouco tempo

Geral

Defesa Civil alerta para mar muito agitado com ondas de até 4 metros em Santa Catarina

A atuação do sistema de baixa pressão provoca ventos de até 70km/h no litoral e isso deixa o mar muito agitado

Geral

Chuva volumosa pode causar alagamentos e deslizamentos de terra em SC

A Defesa Civil orienta sobre os cuidados em casos de alagamentos evitando o contato com as águas e não dirigindo em locais alagados

Geral

Bombeiro morre após cair de bicicleta em Balneário Camboriú

O Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú informou, nesta sexta-feira (18), o falecimento do soldado Lopes Ele sofreu uma queda de bicicleta descendo a Estrada da Rainha no início da noite da última terça-feira (14) […]

Geral

SC abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para o dia 5 de julho

Mais notícias

Cidades

Balneário Camboriú tem ruas interditadas por conta de alagamentos neste sábado (19)

A Avenida das Flores, uma das principais saídas da cidade, tem pontos de alagamentos. A via precisou ser interditada até o escoamento da água

Coronavírus

SC tem 15 regiões em nível gravíssimo para Covid-19

A Matriz de Risco Potencial para a Covid-19 divulgada neste sábado, 19, pelo Governo de Santa Catarina e Secretaria de Estado da Saúde (SES) classifica 15 das 16 regiões de saúde em alerta gravíssimo. Somente […]