keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Delivery de produtos orgânicos é aposta em Porto Belo e região

Com a pandemia, a procura por orgânico dobrou e a busca por uma alimentação mais saudável contribui para esse crescimento. Uma variedade de produtos  orgânicos cultivados no Sítio Flora Bioativas em Porto Belo leva saúde à mesa. São hortaliças, frutas e plantas alimentícias não convencionais cultivadas sem o uso de defensivos agrícolas que agora estão ao alcance de que opta por uma alimentação mais saudável e livre de agrotóxicos. A aposta em um site e no sistema de delivery é uma forma de melhor distribuir os produtos.

Uma parceria também garante que outros produtores possam fazer do site, uma vitrine de vendas para propagar a ideia de  aumentar o consumo de orgânicos. O que  não se produz na propriedade e adquirido de parceiros com selo de certificação de orgânicos para compor a diversidade oferecida. Hortaliças como a couve-rabano e o brócolis-folhoso, além de toda a variedade convencional e as plantas alimentícias não convencionais como o ora-pro-nóbis e o peixinho garantem um cardápio nutritivo e saudável agora disponível em um clique. A facilidade da compra através da internet vem da comodidade de consumir um alimento nutritivo e que faz diferença na qualidade de vida, sem precisar sair de casa.  O sistema de delivery de orgânicos do Sítio Flora Bioativas

As vantagens de consumir orgânicos

Na pandemia, uma alimentação produzida sem uso de defensivos é recomendada por especialistas. O Governo Federal iniciou uma campanha na segunda-feira para o consumo de orgânicos. Produtos sem insumos químicos  auxiliam   na melhora da qualidade de vida tendo como base a alimentação.  Sem tratamento químico, esses alimentos crescem com uma constituição nutricional ideal. Para a engenheira agrônoma Dalva Schuch que trabalha no ensino do cultivo de orgânicos, o consumo desses alimentos traz benefícios à imunidade e à saúde porque são cultivados livres de venenos.

Governo incentiva o consumo de orgânicos  durante a pandemia

Para incentivar a cadeia produtiva, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou, na  segunda-feira (8), a 16ª Campanha Anual de Promoção do Produto Orgânico, realizada desde 2005. O tema da campanha deste ano é “Tem alimento saudável perto de você. Alimento Orgânico – melhor para a vida” e tem como foco estimular a construção e a divulgação de redes de produtores orgânicos para comercialização durante a pandemia do novo Coronavírus. O tema da campanha deste ano é “Tem alimento saudável perto de você. Alimento Orgânico – melhor para a vida” e tem como foco estimular a construção e a divulgação de redes de produtores orgânicos para comercialização durante a pandemia do novo Coronavírus. As campanhas também buscam esclarecer os consumidores sobre como é feito o controle de qualidade dos orgânicos e como identificar esses produtos. 

Para serem comercializados, os produtos orgânicos devem ser certificados pelo ministério. São dispensados da certificação os produzidos por agricultores familiares que fazem parte de organizações de controle social cadastradas no ministério, que comercializam exclusivamente em venda direta aos consumidores.  A agricultura orgânica baseia sua produção na agroecologia, que possibilita a produção de forma ambientalmente sustentável e oferece alimentos saudáveis isentos de contaminantes. Isso porque não utiliza práticas e insumos que possam colocar em risco o meio ambiente e a saúde do produtor, do trabalhador ou do consumidor.

Economia

Índice de confiança do comércio bate novo recorde

Expectativas cresceram 7,2%, influenciadas pelo aumento da confiança no futuro da economia

Economia

Exportações de SC registram segundo melhor resultado do ano em agosto

O resultado de agosto representa uma leve alta em relação aos US$ 723 milhões registrados em julho

Economia

Pesquisa aponta que 74% dos brasileiros não pagaram todas as contas na pandemia

Estudo da Acordo Certo ainda mostrou que 70% dos entrevistados afirmam que tiveram a renda familiar diminuída no período

Economia

Redução na oferta de contêineres vazios desafia mercado exportador

Problema pode impactar nas exportações brasileiras, que atualmente estão em alta

Mais notícias