keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Auxílio Emergencial ficará entre R$ 175 e R$ 375

Segundo Guedes, está cada vez mais próxima a aprovação da retomada do benefício que ajudou famílias de baixa renda

X
Foto: Marcelo Casal Jr.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou, nesta segunda-feira (8), que o valor da nova rodada do auxílio emergencial será entre R$ 175 e R$ 375. Segundo Guedes, está cada vez mais próxima a aprovação da retomada do benefício que ajudou famílias de baixa renda a se estabelecerem economicamente na crise promovida pela pandemia da Covid-19.

Questionado sobre o valor do benefício, o ministro informou que R$ 250, pagos em quatro parcelas, é um valor médio. “Esse é um valor médio, porque e for uma família monoparental, dirigida por uma mulher, aí já é R$ 375. Se tiver um homem sozinho, já é R$ 175. Se for o casal, os dois, ai já são R$ 250. Isso é o Ministério da Cidadania, nós só fornecemos os parâmetros básicos, mas a decisão da amplitude é com o Ministério da Cidadania“, explicou o ministro em coletiva no Palácio do Planalto.

“Sabemos como se enfrenta uma crise: vacinação em massa e auxílio emergencial. Estamos aprovando essa Proposta de Emenda Constitucional (PEC) fiscal”, afirmou Guedes em referência à PEC Emergencial. A proposta, já aprovada pelo Senado e em discussão na Câmara dos Deputados, dá condições para a extensão do auxílio, flexibiliza regras para a retomada do programa, mas não detalha valores, condições e prazos.

A equipe de Guedes impôs uma condição controversa para a aprovação do texto. O ministro exigiu um congelamento do salário de servidores públicos, por cerca de dois anos, para a distribuição de uma nova rodada do auxílio.

“Essa é a única contrapartida fiscal que estamos pedindo”, disse o titular da Economia. “Na Alemanha aconteceu isso: Não faltou dinheiro para saúde, mas não houve aumento de salários. A classe política assumiu isso”, exemplificou.

De acordo com o ministro, o governo gastará R$ 44 bilhões com a retomada do benefício. “Se na frente for exigido mais, nós temos todo o protocolo pra isso”, declarou.

Em 2020, o governo pagou cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300, o que custou um total de R$ 300 bilhões. O benefício foi pago entre maio e dezembro. O governo considerou que o benefício ajudou a impedir uma queda ainda maior do Produto Interno Bruto (PIB) de 2020. No ano passado, a economia brasileira teve retração de 4,1%.  

Fonte: Metrópoles

Economia

Programa Juro Zero bate recorde histórico em número de operações no Estado

O dado também representa um aumento de 47,8 % se comparado com o mesmo período do ano anterior, que fechou o mês com 1.018 operações.

Economia

Pesquisa Forbes aponta Sicredi como uma das melhores instituições financeiras do Brasil

Resultado faz parte do ranking World's Best Banks 2021, realizado em 28 países e que avaliou critérios como atendimento, serviços digitais, entre outros

Economia

Preços da gasolina e do diesel sofrem novo reajuste, confirma Petrobras

A última mudança nos preços dos combustíveis ocorreu no sábado passado

Economia

Gasolina apresenta primeira queda de preço em 2021 em Itajaí

Além da gasolina, Etanol, diesel e o S10 também apresentaram redução

Economia

Mais de meio milhão de declarações de IR foram entregues em Santa Catarina

O sistema de recepção de declarações da Receita funciona 20 horas por dia

Mais notícias

Segurança

Polícia encontra mais de R$4 milhões na casa de homem morto depois de perseguição em Porto Belo

O motorista, que foi baleado na tarde desta sexta-feira (16), após uma perseguição pela cidade de Porto Belo, não resistiu aos ferimentos e morreu antes de dar entrada no hospital

Turismo

Itapema 59 anos: Visor Notícias produz série de reportagens sobre o município

Seja você morador ou turista, tem cantinhos especiais e históricos que você vai amar descobrir