keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

SC: Homem que atraiu vítima para emboscada mortal é condenado em júri popular

Assassino pediu um lanche para a vítima entregar e armar a emboscada

Imagem Ilustrativa

Em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Joinville, um homem foi condenado a oito anos de reclusão, em regime inicial fechado, por participação de menor importância em homicídio qualificado por motivo torpe e dissimulação. O réu já está encarcerado.

O crime aconteceu em outubro de 2020, no bairro Jardim Paraíso. Consta na denúncia que a participação do acusado na ação se resumiu a realizar um pedido para entrega de lanche, via telefone, ao estabelecimento onde a vítima trabalhava, com o intuito de atraí-la ao local da emboscada.

No trajeto, o entregador foi atingido com vários disparos de arma de fogo por dois menores e não resistiu aos ferimentos. A motivação da violência foi a rivalidade entre facções criminosas (Autos n. 5007816-53.2021.8.24.0038).

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Segurança

Mulher é jogada para fora do carro em movimento pelo marido em SC

Marido continuou as agressões em casa, onde a vítima acionou socorro

Segurança

Motociclista morre após ser atingido por veículo em Blumenau

Motociclista foi identificado como Marcos Roberto Ronchi de 37 anos

Segurança

Polícia é chamada após mulher embriagada tentar agredir marido com machado em SC

Homem contou que ele acionou os policiais para apaziguar a briga entre o casal

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações