keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Padre de SC é flagrado dirigindo bêbado, tenta fugir e acaba preso em Curitiba

Na noite de sábado (8), um padre de Santa Catarina foi preso em Curitiba (PR), por dirigir embriagado. O sacerdote, que atuava na cidade de Navegantes e pertence à Diocese de Blumenau, foi flagrado pela Guarda Municipal, com um VW/Jetta, em zigue-zague, na BR-277. Segundo informações, ele ainda não teria obedecido à ordem de parada dos agentes e chegou até fugir pela rodovia, mas acabou sendo detido. Após parar o veículo, já na rodovia federal, o padre teria admitido aos guardas que havia ingerido duas garrafas de vinho antes de dirigir. Ele fez o teste do bafômetro que apontou 0,98 miligrama de álcool por litro de ar expelido, um índice alto e que corresponde a três vezes mais do que a taxa que já configura crime de trânsito — 0,33.

O sacerdote foi detido e levado à Delegacia de Polícia Civil. Ele pagou uma multa equivalente a um salário mínimo, foi solto, mas vai responder em liberdade. Conforme a Diocese de Blumenau, esse padre está afastado há dois meses. Segundo disse a instituição religiosa, ao jornal Santa, a igreja “não aceita esse tipo de situação”, porém que “faz o possível para recuperar a pessoa” para que ela retorne ao sacerdócio. “Todos somos frágeis, e a diocese tem consciência disso, porém há consequências”, aponta a igreja.

Geral

Leilão do Instituto Guga Kuerten segue até o final de setembro

IGK está leiloando camisetas oficiais de times de futebol

Geral

Hospital Marieta se prepara para iniciar tratamentos com radioterapia aos pacientes do SUS

Medida beneficiará os pacientes oncológicos dos 11 municípios que compõem a Amfri

Brasil, Geral

Medidas provisórias liberam R$ 2,5 bilhões para vacinas contra coronavírus

Os R$ 2,5 bilhões serão liberados para o Fundo Nacional de Saúde na forma de créditos extraordinários

Geral

Deputado Kennedy Nunes será relator da denúncia no Tribunal Especial de Julgamento do Governador

Kennedy terá o prazo de 10 dias, contados a partir de segunda-feira (28), para apresentar seu parecer

Geral

Ministro do STF decide que Estado terá que ajudar Hospital Ruth Cardoso com R$ 2 milhões por mês

Estado continua obrigado a prestar suporte mensal de R$ 2 milhões para manutenção dos serviços do hospital

Mais notícias