keyboard_backspace

Página Inicial

Esportes

Willian assina contrato de três anos com o Arsenal, da Inglaterra

O Arsenal anunciou nesta sexta-feira (14) a contratação do brasileiro Willian por três anos. O jogador de 32 anos, que integra a seleção brasileira, chega ao Arsenal por transferência gratuita, depois de não conseguir chegar a um novo acordo com o Chelsea. Willian marcou 63 gols em 339 partidas pelo Chelsea, após sua transferência do clube russo Anzhi Makhachkala em 2013.

Duas vezes vencedor da Premier League com os Blues, Willian adicionará experiência ao elenco do Arsenal, repleto de jovens talentosos como Bukayo Saka, Joe Willock, Gabriel Martinelli e Reiss Nelson.

“Acredito que ele é um jogador que pode realmente fazer a diferença para nós”, disse o técnico do Arsenal, Mikel Arteta, em um comunicado publicado no site do clube. E Complementou: ““Nós o monitoramos nos últimos meses, tínhamos uma intenção clara de nos fortalecer nas posições de meia-ofensivo e ponta, e ele é um jogador que nos dá muita versatilidade”.

Willian confirmou na semana passada que deixaria o Chelsea depois de sete anos “maravilhosos” em Stamford Bridge.

“Estou muito impressionado com todas as conversas que tive com ele, e com o quanto ele queria vir”, acrescentou Arteta.

O espanhol também está trabalhando para manter o atacante Pierre-Emerick Aubameyang, enquanto o Arsenal, que terminou em oitavo lugar na Premier League na temporada passada, busca diminuir a diferença para os quatro primeiros.

Em vídeo publicado no Twitter, o brasileiro revelou porque decidiu defender os Reds.

Esportes

Libertadores: Del Valle humilha Flamengo e goleia por 5 a 0

O time equatoriano não tomou conhecimento do atual campeão

Esportes

Flamengo encara Independiente del Valle no Equador, pela Libertadores

Bruno Henrique, já recuperado de lesão, pode ser escalado por Dome

Esportes

Chape2x1Avaí: A senha de wi-fi da Arena Condá que causou polêmica

No fim, o resultado da partida ficou com 1 x 0 para a Chapecoense

Esportes

Hamilton é pole em Monza com volta mais rápida da história da F1

É a sexta vez no ano que o piloto da Mercedes fica em primeiro no grid

Mais notícias