Itapema na mira de operação nacional contra contrabando de cigarros eletrônicos

Foto: Divulgação

A operação contou com a participação de 199 servidores do órgão, que atuaram sobre 112 estabelecimentos

Foto: Divulgação

A Receita Federal deflagrou a Operação Ruyan com o objetivo de combater o contrabando de cigarros eletrônicos, que têm a importação e comercialização proibidas no Brasil.

Foto: Divulgação

A operação contou com a participação de 199 servidores do órgão, que atuaram sobre 112 estabelecimentos, localizados em diversas cidades do país

Foto: Divulgação

Os cigarros eletrônicos são produtos proibidos de serem importados, comercializados ou serem divulgados por meio de propaganda em todo o país, por força da Resolução de Diretoria Colegiada da Anvisa

Foto: Divulgação

O valor de cada produto no mercado ilegal fica entre R$ 60,00 e R$ 620,00, podendo ter tamanhos variados. Alguns têm aspecto parecido com pen drives, o que facilita sua ocultação entre outras mercadorias.

Foto: Divulgação

Cerca de R$ 680 mil reais em produtos proibidos foram apreendidos durante a ação, que teve a participação de 32 servidores da Receita Federal.

Foto: Divulgação

Diariamente o Visor Notícias traz conteúdos para você se manter informado. Acesse o site e siga as nossas redes sociais.

Acompanhe o Visor