keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Vômito de baleia pode transformar em milionário ex-garçom de Santa Catarina

Ele acredita ter encontrado o chamado âmbar cinza, que vale milhares de dólares, em praia do Sul do Estado visitada por baleias

X

Um morador do Sul de Santa Catarina acredita ter encontrado um verdadeiro tesouro, que pode deixa-lo milionário. Odair de Souza, de 46 anos, é morador de Imbituba e conta que encontrou o chamado âmbar cinza, ou vômito de baleia, enquanto caminhava pela praia de Itapirubá.

“Após pesquisar bastante na internet sobre isso, fazer os testes para ver se era real mesmo, eu mesmo cheguei à conclusão de que era, não levei a profissional nenhum. Porque tem todas as semelhanças, então eu concluí”

O homem que trabalhava como garçom até o início da pandemia relata que se deparou com o objeto em uma rotineira caminhada pela praia. “Estava só passeando”.

O pesquisador e professor de Oceanografia da Univali (Universidade do Vale do Itajaí) André Barreto foi consultado sobre a descoberta. Ele disse que apenas pelas fotos não é possível confirmar a descoberta. “Por causa da veiculação de notícias sobre pessoas que possivelmente encontraram pedaços de âmbar cinza [ou ‘ambergris’], muitas pessoas acabam por achar que todo material diferente encontrado nas praias pode ser isso”, destacou. “O material que foi apresentado nas fotos não tem características de âmbar cinza, pois tem uma serie de blocos negros no interior. O que se relata do âmbar cinza é que é algo mais homogêneo e que no máximo terá bicos de lula em seu interior”, completou.

André Barreto reforça que existem laboratórios no Brasil para a identificação da substância, inclusive em Santa Catarina.

“A identificação do âmbar cinza pode ser feita através de uma técnica chamada espectrometria de massa e existem diversos laboratórios no Brasil que poderiam fazer isso, incluindo a Univali”, conta.

No início do mês, um morador de Itajaí, no Litoral Norte de Santa Catarina, apareceu informando que acreditava ter encontrado âmbar cinza na praia de Cabeçudas.

O caso mais recente confirmado foi da dona de casa Siriporn Niamrin, de 49 anos. Ela encontrou um grande bloco de vômito de baleia na província de Nakhon Si Thammarat, na Tailândia.

“Foi sorte encontrar uma peça tão grande. Espero que me traga dinheiro. Estou mantendo-o seguro em minha casa e pedi ao conselho local uma visita para verificá-lo”, disse Siriporn ao site The Sun.

Já no início de 2021, um grupo de pescadores de tainha percebeu uma forma branca no meio das ondas, em direção à praia, enquanto empurrava o barco para a doca. Chalermchai Mahapan encontrou um pedaço de vômito de baleia avaliado em até R$ 1,2 milhão.

Fonte: ND+

Geral

“Todo Nicolas Cagezinho”, Dianho aproveita praias de Balneário Camboriú

Em seu instagram, o influecer digital dono de um perfil com mais de 3 milhões e meio de seguidores, publicou um vídeo onde aparece pilotando um jet ski no mar da cidade

Geral

Agricultura entrega documentação para regularizar mais de 1,8 mil imóveis rurais de Abelardo Luz

Com o Programa Terra Legal, a Secretaria da Agricultura fornece o georreferenciamento necessário para que os produtores conquistem a escritura da terra

Geral

Defesa Civil assina termo de compromisso para liberar recursos para novas pontes em São Bento do Sul e Peritiba

O ato contou com a presença do prefeito Antônio Tomazini e do deputado estadual Vicente Caropreso. O valor é de R$ 118.640,60

Geral

Unimed Litoral tem oportunidades de empego em diversas áreas; confira

Todas as vagas oferecidas são também para pessoas com deficiências

Geral

AsQ é uma das melhores empresas para se trabalhar em Santa Catarina

Reconhecimento é do Great Place to Work, que certifica e reconhece os melhores ambientes de trabalho em 109 países ao redor do mundo

Mais notícias

Animal

Cobra é encontrada dentro da pia em apartamento em SC

Suspeita é que ela tenha chegado até o apartamento junto de alguma compra ou material

Atendente Virtual Visor

Estou disponível, posso ajudar?

openPopup