keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Vigilância Sanitária orienta comerciantes em Porto Belo

X

Desde os primeiros casos confirmados de coronavírus no Município de Porto Belo, a Secretaria de Saúde através da Vigilância Sanitária tem atuado na orientação e notificação de comércios, prezando pelos cuidados com a saúde através das normas estabelecidas pelo Governo do Estado.

Desde a abertura do comércio no dia 13 de abril, os cuidados com o uso de máscaras e o distanciamento em filas, por exemplo, tem sido bastante observado pela população, o que tem gerado denúncias diretamente à Vigilância Sanitária. No Município de Porto Belo, a atuação das agentes tem sido, no primeiro momento, para orientação dos comerciantes e posteriormente, caso as normas não sejam seguidas, o Município parte para a notificação dos estabelecimentos.

Todas as abordagens são feitas de forma verbal, para evitar o compartilhamento de material impresso, que pode ser um transmissor do Covid-19.

Além das denúncias recebidas, a Vigilância Sanitária do Município de Porto Belo tem feito visitas regulares com orientações sobre o funcionamento neste período de pandemia em salões de beleza, postos de gasolina, restaurantes e outros comércios de alimentos, farmácias, materiais de construção e outros.

As denúncias sobre os comércios que estejam funcionando de forma irregular neste período de pandemia podem ser feitas através do telefone (47) 9 8828 0495 ou pelo email vigilanciasanitaria@portobelo.sc.gov.br.

 

Cidades, Geral

Daniela diz em nota ser “contrária ao nazismo” após fala polêmica em coletiva

Jornalista questionou governadora sobre o pai dela ser admirador de Hitler

Cidades

Motorista de caminhão morre e adolescente fica ferido em acidente na BR-101

A colisão ocorreu no quilômetro 25 da BR-101, por volta das meia-noite

Cidades

Parte de casa desaba e mata criança de 2 anos no Litoral Norte de SC

A mãe e uma irmã de 5 anos também ficaram feridas e estão no hospital

Cidades

Prefeito de Florianópolis é acusado de estupro por ex-servidora e alega “armação eleitoral”

A ex-funcionária relata que os abusos teriam iniciado no ano de 2017, o prefeito diz que foi um relacionamento consensual

Cidades

Vaquinha arrecada dinheiro para criança atropelada por moto em Camboriú

A família pede ajuda financeira e de materiais para o uso da menina

Mais notícias