keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Vídeo: Pitbull ataca menino de 2 anos e criança tem couro cabeludo arrancado

Segundo o pai, ele passou por uma cirurgia de 4 horas e levou 55 pontos na cabeça

Foto: Vale dos Pets/Danubia

Um pitbull atacou uma criança de 2 anos e deixou o menino e deixou o menino com ferimentos graves em Indaial. Segundo o pai, ele passou por uma cirurgia de 4 horas e levou 55 pontos na cabeça, onde teve o couro cabeludo arrancado. O caso aconteceu na última terça-feira (25), na residência da família no bairro Rio Morto. A criança ganhou alta do hospital Santo Antônio na quinta-feira (27), e a família terá de continuar os cuidados em casa. Além dos pontos na cabeça, o menino também teve ferimentos no quadril.

Tragédia anunciada

Segundo voluntários do Instituto Bem Animal de Indaial o caso era uma tragédia anunciada. Após denúncias, protetores chegaram a ir na residência antes de acontecer o ataque e encontraram o cão amarrado em uma corda minúscula, onde mal conseguia deitar. Os protetores deixaram uma corrente maior para que o cão pudesse ter mobilidade e pediram ao proprietário para doar o animal.  Um tempo depois, a criança foi até o local onde o cão estava preso e aconteceu o ataque.

“Os pitbulls são cães de alta energia que precisam de espaço grande e adequado. Jamais um cão desse tipo consegue viver na situação em que ele vivia. Numa corrente em que ele não conseguia nem deitar, apenas sentar”, explica a protetora do Instituto Bem Animal, Neuranei Bonfiglio. O cão foi resgatado e encaminhado para uma clínica veterinária. Segundo o laudo, ele estava magro e com ferimentos no corpo. Agora ele está no Centro de Treinamento Red Angels, onde será adestrado, para depois ser colocado para adoção.

“Ele não se mostrou agressivo depois do resgate. Apenas no momento em que estava na corrente”, salientou Neuranei. O Instituto Bem Animal precisa de ajuda para pagar todos os custos na clínica e para abrigar o cão durante o adestramento. Quem quiser fazer uma doação, o PIX do Instituto é o CNPJ 28.600.750.0001/13.

Questionado sobre o por que mantinha o animal naquelas condições, o proprietário informou que o deixava amarrado por causa das crianças. E que ele já havia sido resgatado de maus-tratos, por isso ele estava magro. Também informou que estava com o cão há cerca de 4 meses. As informações são do Vale dos Pets.

Vídeo: Vale dos Pets/Danubia

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Segurança

Mulher é jogada para fora do carro em movimento pelo marido em SC

Marido continuou as agressões em casa, onde a vítima acionou socorro

Segurança

Motociclista morre após ser atingido por veículo em Blumenau

Motociclista foi identificado como Marcos Roberto Ronchi de 37 anos

Segurança

Polícia é chamada após mulher embriagada tentar agredir marido com machado em SC

Homem contou que ele acionou os policiais para apaziguar a briga entre o casal

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações