keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Terra se afastará do Sol no dia 4 de julho? Entenda

Entenda o fenômeno chamado de Aphelion

Imagem Ilustrativa

Diante do frio que os moradores do Sul do Brasil enfrentam nos últimos dias, ganhou força nas redes sociais um texto que fala sobre um fenômeno chamado Aphelion ou Afélio, que é o afastamento do Sol da terra e com isso as pessoas sentiriam mais frio no planeta.

Mas, o contrário do texto que circula na web, principalmente no Twitter, o próximo afélio ocorrerá em 4 de julho de 2022 e não são previstos efeitos significativos no clima ou na relação com a saúde das pessoas, segundo fontes especializadas e uma astrônoma consultada pela Agência Folha Press. Conforme o alerta, “a distância da Terra ao Sol é de cerca 90.000.000 km, mas com o tal fenômeno do afélio, o astro estará a 152.000.000 km”.

A partir de amanhã, às 05h27, vivenciaremos o FENÔMENO APHELION, onde a Terra estará muito distante do Sol. Não podemos ver o fenômeno, mas podemos sentir seu impacto.  Isso vai durar até agosto. Teremos um clima frio mais do que o clima frio anterior, o que afetará a gripe, tosse, falta de ar, etc.’, dizem publicações compartilhadas no Facebook majoritariamente em abril de 2022.

Essa história já circula há alguns anos na internet em vários idiomas. Em julho de 2018, uma versão indonésia já havia sido desmascarada por especialistas daquele país. Ou seja, não é verdade que isso fará com que a temperatura da Terra abaixe drasticamente. De acordo com a NASA, a agência espacial dos EUA, o próximo Afélio ocorrerá em 4 de julho de 2022 e não são previstos efeitos significativos no clima ou na relação com a saúde das pessoas. A distância prevista entre os dois corpos astronômicos é de 152.098.455 km, quando em média a distância é 150.000.000 km, equivalendo a 8,3 minutos-luz ou a uma unidade astronômica.

O site Planetário de Montevidéu explica que isso ocorre porque o caminho da Terra ao redor do Sol é elíptico e não circular, por isso há momentos em que nosso planeta está mais longe do Sol e outros mais próximos (periélio). Conhecemos isso aqui como primavera, verão, outono e inverno.

No entanto, a distância entre nosso planeta e o Sol ‘varia muito pouco’ e a diferença entre o afélio e o periélio não ultrapassa 3%, explicou à agência de notícias AFP, Andrea Sánchez, doutora em astronomia pela Universidade da República, no Uruguai.  Sánchez explicou que a mudança das temperaturas durante as estações do ano se deve ao fato de que o eixo de rotação da Terra é inclinado e ‘isso determina que em uma determinada estação o Hemisfério Sul receba mais radiação solar, e em outra, o Hemisfério Norte’. No entanto, observou que há mais fatores que afetam a variação do clima, ‘não apenas a distância para o Sol’.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

“É a cara do Véio”: Finalistas disputam para saber quem é mais parecido com Luciano Hang

Todos publicam vídeos na internet imitando gestos de Hang, além de se mostrarem grandes fãs do empresário

Geral

Arteris inicia obras noturnas para reconstrução de pavimento na BR-101

Motoristas devem redobrar atenção, pois trânsito no local irá operar em meia pista no período das 19h às 07h

Geral

Mamãe Falei e Marcelo Brigadeiro se enfrentam em Florianópolis

A luta deve ocorrer no final do evento, que ainda contará com painéis sobre política

Geral

Superfície de Marte é totalmente fotografada por sonda chinesa

Tianwen-1 passou um ano na superfície do planeta e completou tarefas

Mais notícias

Segurança

Vizinhos escutam gritos de socorro e descobrem que homem foi morto com 29 facadas

A vítima levou 29 facadas no corpo, a maioria na região do abdômen

Segurança

Policial mata a irmã a tiros e é presa pelo marido, que também é PM

Rhaillayne Oliveira de Mello, 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também é PM