keyboard_backspace

Página Inicial

Tempo

Término do El Niño traz alívio das chuvas intensas e abre caminho para o La Niña

De acordo com análises realizadas pelo Metsul, esse fenômeno climático ocasionou meses de precipitação acima da média

El Nino.png Visor Notícias
Foto: NOAA

O período do El Niño, que se estendeu ao longo de 2023 e parte de 2024, está chegando ao seu fim, trazendo um certo alívio para áreas que sofreram com chuvas intensas e enchentes. De acordo com análises realizadas pelo Metsul, esse fenômeno climático ocasionou meses de precipitação acima da média, especialmente no estado do Rio Grande do Sul, onde ocorreram grandes inundações em setembro, novembro e mais recentemente em maio.

Com o término previsto do El Niño, as previsões indicam uma mudança nas condições climáticas nas próximas semanas. Espera-se, em particular, que as águas superficiais do Oceano Pacífico Equatorial comecem a se resfriar gradualmente, resultando na instauração de um período de neutralidade climática, no qual nem o El Niño nem o La Niña estarão predominando.

Enquanto o El Niño dá lugar à neutralidade, os especialistas já direcionam sua atenção para o próximo fenômeno climático: o La Niña. Segundo estimativas do Centro de Previsão Climática (CPC) da NOAA, as chances de transição do El Niño para o La Niña nos próximos trimestres estão aumentando.

Para o trimestre de maio a julho, as probabilidades indicam 2% para El Niño, 87% para neutralidade e 11% para La Niña. Entretanto, conforme avançamos para o inverno, as chances de La Niña aumentam significativamente. Para o trimestre de junho a agosto, espera-se 1% de probabilidade de El Niño, 39% de neutralidade e expressivos 60% de La Niña. E as tendências continuam, com as chances de La Niña aumentando nos trimestres seguintes.

O fenômeno La Niña, oposto ao El Niño em suas características, traz consigo uma série de impactos no sistema climático. Ele é caracterizado por temperaturas abaixo do normal na superfície do Oceano Pacífico equatorial central e oriental. Enquanto o El Niño tende a trazer condições mais quentes, o La Niña geralmente resulta em um resfriamento dessas águas.

O último evento significativo de La Niña ocorreu entre 2020 e 2023, ocasionando estiagens prolongadas no Sul do Brasil e uma crise hídrica em países como Uruguai, Argentina e Paraguai. No Brasil, os efeitos do La Niña variam conforme a região, com aumento do risco de estiagem no Sul e no Mato Grosso do Sul. No entanto, mesmo durante períodos de La Niña, eventos extremos de chuva ainda podem ocorrer, levando a enchentes e inundações.

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: SCC10

Sobre o autor:
Barbara
Barbara Machado
Barbara Machado, nascida em Florianópolis, jornalista no Visor Notícias com foco na redação. Mostrou paixão pela escrita desde os 9 anos, tendo sua poesia publicada em um livro da cidade. Encontrou sua vocação no jornalismo, adquirindo experiência em cobertura de eventos, participando de coletivas e muito mais, marcando sua trajetória com determinação, coragem e resiliência. Valoriza a precisão e a veracidade dos fatos, o que reflete sua curiosidade e responsabilidade no jornalismo.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Tempo

Rio do Sul registra dia mais chuvoso em oito anos

Em apenas 24 horas, o rio subiu quase cinco metros e meio, provocando uma nova enchente na cidade

Tempo

Governo de SC acionará grupo de respostas rápidas a eventos extremos

Expectativa é que nas próximas horas a frente fria comece a avançar em direção ao Norte

Tempo

Rio Itajaí-Mirim extravasa e pode passar de seis metros

Segundo a Defesa Civil, outros dois picos podem acontecer à meia-noite e às 5h da madrugada do domingo (19)

Tempo

VÍDEO: Alerta para risco de alagamentos em São João Batista

Segundo a DEfesa Civil, nível do Rio Tijucas atingiu 5,32 metros às 19h deste sábado (18)

Mais notícias

Segurança

Helicóptero cai com Presidente do Irã e comitiva

Cerca de 40 equipes de resgate, apoiadas por drones e montanhistas experientes, estão intensificando as buscas no local