keyboard_backspace

Página Inicial

Animal

Temporada da Baleia Franca inicia no Litoral Catarinense

A análise de comparação com o Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação das Baleias-Francas, que inclui 1070 baleias, constatou que são dois exemplares novos em nosso litoral, registradas com os números B894 e B895

Frank Santos

A temporada de baleias-francas no litoral sul do Brasil começou mais cedo em 2022 – o primeiro registro foi confirmado ainda no mês de junho.

Até aqui, o ProFRANCA identificou várias baleias, nem todas no litoral catarinense, que representa um berçário para a espécie. As primeiras imagens captadas por Frank Santos Photographer, em 23 de junho último, revelaram duas baleias adultas em Ilhabela (SP). A análise de comparação com o Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação das Baleias-Francas, que inclui 1070 baleias, constatou que são dois exemplares novos em nosso litoral, registradas com os números B894 e B895.

“A temporada promete”, prevê Karina Groch, bióloga e diretora de Pesquisa do ProFRANCA. No último dia 29 de junho foi avistada uma fêmea com seu filhote em Macaé, no litoral do Rio de Janeiro, primeiro registro naquele local de uma baleia-franca, realizado por Marco Antonio Ferraz. “Esse flagrante nos entusiasmou muito, porque se trata da nossa mascote, a Zimba (foto), uma baleia muito especial para o ProFRANCA, que ilustra a logomarca do Projeto”, explica Karina. “Estávamos esperando-a desde ano passado, em função da média de intervalo de retorno trianual das baleias-francas para se reproduzir em nosso litoral – sua última aparição ocorreu em 2018. Mas desta vez o intervalo foi de quatro anos”, relata a pesquisadora, que não tem certeza se o mamífero aquático virá para a costa catarinense: “ela resolveu dar um passeio pelo litoral do Rio de Janeiro e será que ela volta para cá ou decidiu criar seu filhote pelas águas fluminenses?”

Em 30 de junho, outras duas baleias adultas foram avistadas defronte ao Centro Nacional da Baleia Franca, sede do ProFRANCA, em Imbituba (SC) – ambas sem filhotes. Uma delas já consta do catálogo, nascida em 2002 e reavistada em 2005 e 2007, nesta ocasião com um filhote. Em janeiro de 2020, ela foi identificada nas Ilhas Geórgias do Sul, uma das áreas de alimentação das baleias-francas, no extremo sul do Oceano Atlântico. A descoberta foi possível mediante a comparação de fotos aéreas do Catálogo Brasileiro de Fotoidentificação das Baleias-Francas com imagens obtidas durante a expedição Braveheart, da equipe do South Georgia Right Whale Project. Esta foi a primeira vez que uma baleia franca catalogada no Brasil foi avistada em uma área de alimentação da espécie. A segunda baleia foi registrada como B895.

“Nos últimos dois anos, 55% das baleias adultas que foram fotoidentificadas eram reavistagens de anos anteriores, e 45% eram novas baleias, ainda não catalogadas, o que representa novos indivíduos que vêm ao Brasil para reproduzir”, acrescenta Karina Groch.

Quer saber onde tem baleia-franca?

O ProFRANCA informa diariamente em seus stories, no Instagram e Facebook, onde foram avistadas baleias-francas. No site do Projeto (baleiafranca.org.br) há mais detalhes sobre como são identificados os exemplares e um mapa das avistagens.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Animal

Quase 600 pinguins são encontrados mortos em praias catarinenses após ciclone

Biólogos estimam que os pinguins representam cerca de 90% dos animais mortos encontrados

Animal

Filhote raro de baleia-franca semi-albino é registrado em SC

A característica genética ocorre, geralmente, em machos que nascem de mães com manchas cinzas

Animal

Animais silvestres e ameaçados de extinção encontrados com ferimentos recebem atendimento do Bioparque Zoo Pomerode

Em seus 90 anos, centro de cuidado chega a registrar até 100 atendimentos por ano

Animal

Golfinho raro é encontrado morto com cauda amputada em Bombinhas

O golfinho encontrado em Bombinhas estava sem a cauda, media 111 centímetros de comprimento, pesada 17,40kg e era uma fêmea juvenil

Animal

Ovelha surpreende donos em SC após parir 13 filhotes

O caso é considerado raro por especialistas e ocorre em menos de 1% dos ovinos

Mais notícias

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro