keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Subtenente da PM foi morto a tiros em plena luz do dia

O assassinato aconteceu perto de um ginásio na área central do município

Divulgação/JMais

Sérgio Roberto Lezan, ex-secretário de Obras e Serviços da cidade de Major Vieira e subtenente da reserva da Polícia Militar, foi morto a tiros em plena luz do dia por volta das 12 desta terça-feira (14). O crime aconteceu em Major Vieira, no Planalto Norte de Santa Catarina.

O assassinato aconteceu perto de um ginásio na área central do município. Dois motociclistas se aproximaram de Lezan e efetuaram os disparos enquanto ele desembarcava de um carro. O subtenente morreu no local do crime.

Ainda não há informações sobre a autoria e nem sobre qual seria a motivação do crime. Policiais estão mobilizados em rondas para tentar encontrar os autores do homicídio.

Lezan tinha 56 anos e, além de ter sido secretário no município, foi eleito suplente na Câmara de Vereadores de Major Vieira no último pleito pelo partido Republicanos.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Vizinhos escutam gritos de socorro e descobrem que homem foi morto com 29 facadas

A vítima levou 29 facadas no corpo, a maioria na região do abdômen

Segurança

Policial mata a irmã a tiros e é presa pelo marido, que também é PM

Rhaillayne Oliveira de Mello, 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também é PM

Segurança

Polícia Civil prende homem que estava foragido por tráfico de drogas em Tubarão

O homem foi preso ainda em flagrante pelos delitos de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo

Segurança

Adolescente ameaça cometer atentado em escola de SC

O jovem é diagnosticado com transtorno mental e foi identificado e medicado

Mais notícias

Segurança

Vizinhos escutam gritos de socorro e descobrem que homem foi morto com 29 facadas

A vítima levou 29 facadas no corpo, a maioria na região do abdômen

Segurança

Policial mata a irmã a tiros e é presa pelo marido, que também é PM

Rhaillayne Oliveira de Mello, 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também é PM