keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Sistema que monitora desmatamento é lançado pelo Instituto do Meio Ambiente de SC

É o SIMAD, Sistema Integrado de Monitoramento e Alertas de Desmatamento, uma ferramenta que detecta, registra e gera alertas precisos de desmatamento após cruzamento de diversos bancos de dados.

X
Foto: Divulgação

Abrindo a programação de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, o Governo de Santa Catarina, por meio do Instituto do Meio Ambiente (IMA) lança nesta sexta-feira (4), um novo aliado da preservação ambiental catarinense. É o SIMAD, Sistema Integrado de Monitoramento e Alertas de Desmatamento, uma ferramenta que detecta, registra e gera alertas precisos de desmatamento após cruzamento de diversos bancos de dados.

O programa inédito no estado e um dos mais inovadores do país utiliza imagens de satélite para comparar locais em diferentes períodos, mostrando o histórico da vegetação. Se há supressão de vegetação, o próprio sistema verifica se foi legal com Autorização de Corte ou se é clandestina.

Este é o único monitoramento deste gênero que realiza o cruzamento com outros sistemas do IMA como de licenciamento, autos de infração, Cadastro Ambiental Rural (CAR) e espaços territoriais especialmente protegidos (APP, Reserva Legal, unidades de conservação), entre outras camadas.

Diferente de outros métodos utilizados para verificar o desmatamento, o SIMAD gera informações mais exatas por meio de um filtro aprimorado que faz uso de dados atualizados de programas do IMA, com melhor escala de mapeamento.

Outro diferencial do SIMAD é a capacidade de atualização a cada 16 dias para um ponto específico, e semanal para, pelo menos, uma região de Santa Catarina, consolidando-se como o sistema com a frequência mais rápida do Brasil. De acordo com o diretor de Engenharia e Qualidade Ambiental do IMA, Fábio Castagna da Silva, o novo sistema traz mais celeridade na repressão de crimes ambientais, pois o processamento dos alertas é realizado no próprio órgão logo após a disponibilização das imagens de satélite.

O sistema também dá mais autonomia ao IMA que será o proprietário das informações em nível estadual, não dependendo da geração de relatórios de entidades externas ao governo. O monitoramento vai gerar diagnósticos com dados para a fiscalização ambiental.

“A expectativa com o sistema é também disponibilizar os alertas a outros órgãos de fiscalização e reduzir cada vez mais os desmatamentos ilegais em Santa Catarina, consolidando a posição de sustentabilidade do estado que, ao mesmo tempo em que preserva os recursos naturais, também garante a origem legítima de seus produtos, principalmente aqueles provenientes do meio rural”, destaca o presidente do IMA, Daniel Vinícius Netto.

Fonte: Visor Notícias

Geral

SC abre licitação para elaboração de estudo para criação de rodovia alternativa à BR-101 Norte

A abertura dos envelopes com as propostas está marcada para o dia 5 de julho

Geral

UniAvan participa da próxima edição da ExpoeduVirtual Internacional Brasil 2021

Todos os alunos podem participar gratuitamente do evento que será 100% on-line

Geral

Atenção: Chuva e frio intenso, com ventos de até 70km/h e risco de alagamentos no final de semana

De acordo com a Defesa Civil, a formação de um sistema de baixa pressão (ciclone) vai provocar rajadas de vento forte de até 70 km/h

Geral

Porto Belo ganha nova loja do Komprão Koch Atacadista

A segunda loja da rede atacadista será inaugurada no próximo dia 24 de junho, no Balneário Perequê

Geral

Mulher entra em pânico ao ver vulto estranho no quarto dos netos

O fato aconteceu em Nevada e foi divulgado pelo portal Dailymail. O vulto aparece nas imagens por volta das 3h da manhã

Mais notícias

Mundo

Grupo invade escola, mata policial e sequestra 80 alunos

Ataque é o terceiro sequestro em massa em três meses

Utilidade Pública

Obedecendo todos os protocolos de segurança, loja da Águas de Penha reabre

Colaboradores utilizam equipamentos de proteção e os clientes devem obedecer ao distanciamento entre as pessoas