keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Secretaria da Agricultura interdita cultivos de ostras e mexilhões em São José e Biguaçu

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural comunica a interdição dos cultivos de ostras e mexilhões das localidades de Serraria e Barreiros, no município de São José, e de Tijuquinhas […]

X
Ricardo Wolffenbüttel / Secom

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural comunica a interdição dos cultivos de ostras e mexilhões das localidades de Serraria e Barreiros, no município de São José, e de Tijuquinhas e São Miguel, em Biguaçu.

A medida é necessária devido à presença de Escherichia coli (E. coli) acima dos limites permitidos. A partir desta terça-feira, 19, está proibido retirar e comercializar ostras, mexilhões, vieiras, berbigões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia dessas áreas.

Exames laboratoriais detectaram a concentração de coliformes fecais acima dos limites permitidos para o consumo de moluscos bivalves.

Áreas liberadas sob condição

Santa Catarina tem ainda algumas áreas liberadas sob condição, ou seja, as ostras e mexilhões só podem ser comercializados após depuração ou tratamento térmico.

As localidades que estão nessa classificação são: Paulas, em São Francisco do Sul; Praia Alegre e Armação do Itapocorói, em Penha; Laranjeiras, em Balneário Camboriú; Canto dos Ganchos, Calheiros, Fazenda da Armação, em Governador Celso Ramos; Barro Vermelho, em Florianópolis; Ponta de Baixo, em São José; Barra do Aririú, Praia do Pontal, Praia do Cedro, Enseada do Brito e Passagem do Maciambú, em Palhoça.

Monitoramento

A Cidasc segue com o monitoramento constante das áreas de produção de moluscos interditadas e arredores. Os resultados dessas análises definirão a liberação ou a manutenção das interdições das áreas afetadas.

Maricultura em Santa Catarina

Santa Catarina é o maior produtor nacional de moluscos, com 39 áreas de produção distribuídas em 11 municípios do Litoral. O setor gera mais de 1,9 mil empregos diretos e a produção gira em torno de 13 mil toneladas de mexilhões, ostras e vieiras.

Santa Catarina é destaque nacional

Santa Catarina é o único estado do país que realiza o monitoramento permanente das áreas de cultivo. O Programa Estadual de Controle Higiênico Sanitário de Moluscos é um dos procedimentos de gestão e controle sanitário da cadeia produtiva, dando garantia e segurança para os produtores e consumidores.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Motociclista morre em acidente na BR-280; outro motorista fugiu do local

O condutor da motocicleta já havia morrido quando os bombeiros chegaram

Geral

Desenvolvimento Social entrega seis câmaras frias para agricultura familiar no Oeste

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social entregou seis câmaras frias para a agricultura familiar para Chapecó, Pinhalzinho, Bom Retiro, Lages, Canelinha e Xanxerê – uma para cada município. Os equipamentos são para modernizar as […]

Geral

Brasil é o país com maior número de vítimas de roubo de dados na internet

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9%

Geral

Professores da FURB fazem cirurgia de implante em gavião

Após ser resgatado com sinais de possível atropelamento, o gavião-pombo-grande foi encaminhado ao Serviço de Atendimento de Animais Silvestres de Blumenau e teve que ter sua perna amputada.

Geral

Whatsapp habilita ligações de áudio e vídeo para desktop

Por ora, o recurso está disponível apenas para ligações individuais no app do WhatsApp para computador

Mais notícias

Cidades

Rio Iriri é monitorado para evitar alagamentos em Penha

As ações são voltadas para evitar transtornos para a população, facilitar o escoamento das águas proporcionando mais vida ao rio

Cidades

Itajaí registra aumento nos casos de dengue

Cidade chegou a nove pacientes positivos neste mês