keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

SC pretende investir R$ 100 milhões para melhorar a conectividade no meio rural

Em uma iniciativa pioneira, o Governo do Estado irá reforçar os investimentos e ampliar as ações para levar internet de qualidade ao meio rural. A intenção é destinar R$ 100 milhões para melhorar a conectividade […]

Divulgação

Em uma iniciativa pioneira, o Governo do Estado irá reforçar os investimentos e ampliar as ações para levar internet de qualidade ao meio rural. A intenção é destinar R$ 100 milhões para melhorar a conectividade no campo nos próximos dois anos, cobrindo boa parte dos municípios com estrutura de fibra ótica. O projeto foi apresentado pelo secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, no Fórum de Cidades Digitais e Inteligentes da Serra Catarinense, que ocorreu em Lages nesta quinta-feira, 10.

“Este é um programa que irá transformar a agricultura catarinense e atende a uma demanda antiga das famílias rurais. Temos um agronegócio pujante, moderno e que utiliza tecnologia de ponta, num ciclo de modernização constante. A internet é fundamental para aumentar a competitividade do nosso agro, sem contar os impactos na educação, qualidade de vida e oportunidades para os jovens agricultores. Será um novo momento para o setor produtivo catarinense”, destaca o secretário Altair Silva.

O primeiro passo para ampliar a cobertura de internet no meio rural catarinense já foi dado. Em janeiro, o governador Carlos Moisés sancionou a Lei nº 18.340, que institui um programa para melhorar a conectividade no campo e também autoriza as concessionárias ou permissionárias de distribuição de energia elétrica a compartilharem suas estruturas, sem custos, para a passagem de cabos do serviço de telecomunicação nas áreas rurais. Este era o principal obstáculo à instalação de internet de fibra ótica no meio rural.

A partir de agora, as empresas de telecomunicações não terão que pagar tarifas ou taxas para a utilização desses postes. Em contrapartida, as concessionárias de distribuição de energia elétrica poderão utilizar os serviços de internet gratuitamente. “O aluguel dos postes era um dos maiores impeditivos para a instalação de fibra ótica no Interior. Vamos facilitar esse processo, para agilizar os investimentos e resolver de vez esse problema. Esse é um dos projetos prioritários para o desenvolvimento da agropecuária catarinense”, explica Altair Silva.

Os cabos de internet passarão nas principais estradas rurais de Santa Catarina e os recursos previstos no projeto devem ser utilizados para viabilizar a instalação dos serviços de telecomunicação nos municípios. A Secretaria da Agricultura dará o suporte para que os produtores consigam fazer a conexão com suas propriedades.

Apoio ao produtor

Após a instalação da estrutura de fibra ótica nas estradas rurais, os agricultores contarão com o apoio da Secretaria para fazer a conexão com suas propriedades.

O Fundo de Desenvolvimento Rural (FDR) possui uma linha de crédito especial para que os agricultores conectem suas propriedades à infraestrutura de fibra ótica do município. Os produtores poderão acessar até R$ 20 mil, com cinco anos de prazo para pagar e sem juros.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Economia

Lojas do Fort Atacadista de SC passam a aceitar todos os cartões de crédito

Além da economia e variedade, os clientes das 32 lojas no estado já contam com mais essa facilidade no pagamento; novidade passa a valer também para o Delivery Fort

Economia

Altevir Baron é finalista do Prêmio Personalidade de Vendas 2022

Diretor de mercado da FG Empreendimentos representa o segmento da construção civil nesta que é umas das mais tradicionais premiações do mercado

Economia

Tarifa do gás natural para a indústria aumenta 41% em julho

Para a FIESC, elevação da tarifa é consequência da não concretização do mercado livre de gás, já previsto em lei, mas ainda não regulamentado; impacto é negativo para a competitividade da indústria catarinense, com aumento de custo de produção

Economia

Safra catarinense de pitaia é 75% superior a 2021

Segundo o engenheiro-agrônomo Ricardo Martins, extensionista rural da Epagri em Maracajá, grande parte do aumento de produção se deve à transformação dos pomares jovens em adultos e não ao aumento da área plantada

Economia

Banco Central eleva expectativa de crescimento do PIB para 2022

Na última semana, o Banco Central (BC) elevou de 1% para 1,7% a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2022. O indicador é a soma dos bens e serviços finais produzidos no […]

Mais notícias

Geral

Pais pedem demissão de professora: ‘Seu corpo distrai os alunos’

O perfil na internet da educadora também tem causado polemica devido a fotos ousadas

Segurança

Polícia Civil investiga roubo a cooperativa de crédito e sete pessoas são indiciadas

Quatro homens fortemente armados, todos em saída temporária, entraram no estabelecimento