keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

SC: Homem que jogou gasolina e colocou fogo em PM é condenado pela Justiça

Policial quase perdeu a vida após ter parte do corpo queimado pelo acusado

A 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Rio Negrinho obteve a condenação pelo Tribunal do Júri do homem que ameaçou queimar a ex-esposa e tentou matar, com fogo, um dos Policiais Militares que atenderam o chamado para evitar que a ameaça se concretizasse. Os crimes ocorreram em março de 2020 e provocaram grande comoção na comunidade local, pois o policial quase perdeu a vida quando teve grande parte do corpo queimado pelo acusado e passou mais de duas semanas internado no hospital até se recuperar – com sequelas permanentes dos ferimentos.

O Conselho de Sentença acolheu integralmente os termos da denúncia e condenou por unanimidade o denunciado Sedenir Adenilson Meira por homicídio tentado duplamente qualificado – pelo emprego de fogo e por ter sido cometido contra um agente da lei -, e pelo crime de ameaça contra a ex-esposa, a quem ele anunciou que queimaria junto com a casa dela. As penas somam somam nove anos, oito meses e 16 dias de prisão.

Conforme relatado na ação penal e apurado pelas investigações, no dia dos crimes, Sedenir foi à casa da ex-esposa e começou a ameaçá-la de queimá-la junto com o imóvel – ele carregava gasolina e estava com um isqueiro na mão. A Polícia Militar foi chamada para atender à ocorrência. Dois policiais foram ao local e tentaram convencer o réu a parar com as ameaças e se entregar, mas ele não cedeu. Pelo contrário, jogou gasolina no carro, no portão e nele mesmo e, depois, sobre um dos policiais, enquanto o outro tentou deter o criminoso com um tiro de bala de borracha.

Nada conteve Sedenir, que ateou fogo sobre o primeiro policial, assumindo o risco de matá-lo, o que só não ocorreu porque a vítima foi socorrida a tempo e levada ao hospital, onde ficou em tratamento por 17 dias.

“O policial militar sofreu várias queimaduras no rosto, pescoço, orelha e braço, resultando em sequelas: ‘dificuldade para abdução do braço direito e perda de sensibilidade em metade do 4º e todo 5º dedo da mão direita (lesão do nervo ulnar)'”, como consta na denúncia. A Promotora de Justiça Juliana Degraf Mendes atuou no julgamento, que terminou na tarde desta sexta-feira. O réu já estava em prisão preventiva e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Mulher filma a morte do próprio companheiro que pulou de penhasco para o mar

A autópsia do corpo da vítima revelou que o impacto não foi a causa literal da morte

Segurança

Motorista bêbado atropela dois estudantes na frente de escola

O motorista foi rendido por populares e confessou ter ingerido bebida alcoólica

Segurança

Ladrão finge ser fotógrafo, furta bolsa de mulher em Porto Belo e acaba preso pela PM

Mulher usou rastreador do celular para localizar o bandido que foi preso em Bombinhas

Segurança

PRF apreende 186 kg de maconha em Joinville

Flagrante ocorreu durante abordagem a um automóvel, emplacado no município paranaense de Almirante Tamandaré

Segurança

Motorista com sinais de embriaguez cai e rio e foge do local com o pé quebrado

De acordo com o motorista, um veículo branco teria cortado a sua frente, e o mesmo perdeu o controle da direção

Mais notícias

Geral

Morre o empresário Stalin Passos em Itapema

O velório ocorre nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de Itapema

Geral

Ministério Público Federal investiga prazos do Contorno de Florianópolis

O MPF pediu à Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) que apresente os percentuais de conclusão das obras em sete de janeiro de 2021 e em 20 de fevereiro de 2020, destacando eventuais alterações no cronograma de conclusão