keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Santa Catarina sedia encontro de institutos de metrologia do Sul e Sudeste

O Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro) sedia o encontro regional dos estados do Sul e do Sudeste nesta terça-feira, 12. A reunião, que acontece das 9h às 17h, na sede da instituição, em São José, contará com representantes dos órgãos delegados e a coordenação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Segundo o presidente do Imetro/SC, João Carlos Ecker, o encontro irá tratar do desempenho e planejamento anual e do Convênio de Delegação de Competência para os Estados. 

O Imetro/SC, assim como os demais órgãos de metrologia dos estado, buscam assegurar ao consumidor a confiança das medições feitas por instrumentos usados nas transações de compra e venda e na área da saúde. Assim, ferramentas como balanças, bombas medidoras de combustíveis, taxímetros, bafômetros, medidores de pressão arterial e termômetros, extintores de incêndio, brinquedos, preservativos e centenas de outros produtos precisam ser fiscalizados com periodicidade para garantir o bom atendimento e a integraidade física do consumidor. O Imetro também controla o peso dos alimentos, como arroz, feijão e farinha, que são comuns no dia a dia da população.

Serviço:

O quê: Reunião regional Sul e Sudeste
Quando: 12 de setembro, das 9h às 17h
Onde: Sede do Imetro/SC (Rua do Iano, 1791, Bairro Nossa Sra. do Rosário), em São José
Estados que participam: SP/RJ/ES/MG/PR/RS 

Geral

Feriado de Finados: veja os trechos com problemas na BR-101

Operação Feriado de Finados começa nesta sexta-feira (29)

Cidades, Geral

Daniela diz em nota ser “contrária ao nazismo” após fala polêmica em coletiva

Jornalista questionou governadora sobre o pai dela ser admirador de Hitler

Geral

VÍDEO: Moradores flagram jacaré de dois metros passeando em Tijucas

Polícia Militar Ambiental resgatou o jacaré e o levou ao seu habitat natural

Geral

Epagri confirma que Santa Catarina foi atingida por tsunami

Na ocasião, a força das águas carregou barcos e carros, trazendo prejuízos para pescadores e moradores da costa catarinense

Mais notícias