keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Santa Catarina pode ter outro ciclone bomba nos próximos meses? Meteorologista explica

Ciclone "Bomba" pode ser previsto com até cinco dias antes de sua formação

X
Foto: Prefeitura de Chapecó/Divulgação

Nas últimas semanas um boletim sobre a possibilidade de ciclones bombas no Sul do país, especialmente no segundo semestre, emitido pela plataforma Climatempo, como forma de alertar a população e discutir sobre impactos principalmente no setor de energia, fez muitas pessoas ficarem preocupadas com o risco de novas ocorrências.

Conforme explica o meteorologista da Epagri/Ciram, Marcelo Martins, o chamado “ciclone bomba” não é raro nem incomum. No entanto, ele pode ser previsto apenas cinco dias antes de sua formação. Dessa forma, não há previsão de que possa acontecer um ciclone bomba nos próximos dias no Estado.

 “Na verdade, o ciclone explosivo — popularmente conhecido como bomba — ocorre devido à alta variação de pressão em um intervalo de 24 horas, que pode ocasionar mudanças repentinas no tempo de uma região. A duração é rápida e com efeitos intensos, associados a chuvas, quando próximo à costa, e rajadas de ventos fortes”, diz o meteorologista. Uma curiosidade é que “praticamente todas as frentes frias formam os ciclones tropicais”, o que varia é a intensidade do fenômeno causada pela diferença de pressão.

 Ainda, segundo Martins, “o ciclone bomba só é repercutido quando pode atingir a costa, mas a maioria deles não são divulgados”. O fenômeno recebeu grande destaque na mídia em junho e setembro do ano passado, quando foram registrados ventos de até 60 km/h no interior do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Na costa Sul catarinense, ocorreu ventania de até 90 km/h. “Eles se formam, de forma geral, no Sul do Brasil com certa frequência. Mas a gente só consegue prevê-lo cinco dias antes. O que eles [Climatempo] estão falando é sobre climatologia, que é o que costuma acontecer em média em uma região”, explica Martins. Ele assegura que é apenas “uma constatação do que acontece em forma geral”. O especialista não soube precisar quantos ocorreram no último ano porque a ocorrência é alta, “em média, mais de 40”.Santa Catarina pode ter outro ciclone bomba? Meteorologista explica

Fonte: ND+

Geral

Vídeo: Policiais resgatam três cavalos atolados até o pescoço em Florianópolis

Os cavalos estavam localizados próximos a um córrego, na rua Itapiranga

Geral

Árvore cai e bloqueia trecho da BR-101

Uma árvore caiu devida às chuvas deste sábado (19) e bloqueou um trecho da BR-101, na altura do km 234, em Palhoça. O incidente aconteceu durante à noite e ninguém ficou ferido. Equipes da Arteris […]

Geral

Árvore cai em cima de casa de idosa durante chuvas em São José

Em 24 horas, chovem 108mm na cidade de São José, na Grande Florianópolis (a região foi a mais atingida pela chuva que caiu em Santa Catarina neste sábado, dia 19). Em São José, foram registradas […]

Geral

Fortes chuvas deixam 11 pessoas desabrigadas em Florianópolis

Segundo a Defesa Civil municipal, não houve feridos

Geral

Dez dias após enxurrada, Camboriú volta a registrar alagamentos

Dez dias depois da enxurrada que castigou a cidade de Camboriú, o município voltou a registrar alagamentos por conta das chuvas neste sábado (19). A Secretaria de Proteção e Defesa Civil de Camboriú e o […]

Mais notícias

Segurança

Lázaro teria obrigado refém a fazer declaração de amor para a mulher

Depois da declaração, Lázaro foi embora da chácara e, segundo a dona da casa, pediu desculpas para a família

Geral

Vídeo: Policiais resgatam três cavalos atolados até o pescoço em Florianópolis

Os cavalos estavam localizados próximos a um córrego, na rua Itapiranga