keyboard_backspace

Página Inicial

Saúde

Santa Catarina está há quatro anos sem registros de sarampo

Enquanto isso, a OMS alertou sobre o aumento de casos na Europa, com mais de 58 mil casos reportados em 41 países

foto aproximada de barriga de crianca com manchas vermelhas sintoma principal do sarampo article 1 Visor Notícias
Bilanol/GettyImages

O Brasil atingiu um marco na luta contra o sarampo, ao completar dois anos, nesta última quarta-feira (5), sem reportar casos autóctones (com transmissão em território nacional) da doença. Santa Catarina se destaca, estando livre de registros desde 2021.

Esta conquista move o país mais próximo de reconquistar o status de “país livre de sarampo”, um reconhecimento internacional obtido em 2016 e perdido temporariamente em 2018 devido a uma combinação de fatores como baixa cobertura vacinal e fluxo migratório intenso. A queda expressiva da doença é notória, com apenas 41 casos reportados em 2022, contrastando com os 20.901 casos de 2019, segundo dados do Ministério da Saúde.

Recentemente, representantes da Comissão Regional de Monitoramento e Reverificação da Eliminação do Sarampo, Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita, juntamente com membros do Secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), estiveram no Brasil. A visita teve como finalidade avaliar os esforços nacionais para a sustentação da erradicação do sarampo e da rubéola, visando a recertificação do Brasil neste contexto. Essas ações são cruciais para garantir que o país permaneça livre dessas enfermidades contagiosas.

Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou sobre o aumento preocupante de casos de sarampo na Europa, com mais de 58 mil casos reportados em 41 países ao longo de 2023.

No Brasil, a estratégia nacional de vacinação é fundamental para evitar a reintrodução do sarampo, destacando a importância de manter a cobertura vacinal acima de 95% em todas as regiões. Eder Gatti, diretor do Programa Nacional de Imunizações (PNI), enfatiza a importância de continuar a aplicar estratégias de microplanejamento que fortaleçam o acesso à vacinação, com R$151 milhões já alocados para esse fim em 2023.

Tríplice viral 

A vacina tríplice viral, presente no Calendário Nacional de Vacinação, é essencial na proteção contra três doenças altamente contagiosas: sarampo, caxumba e rubéola. Segundo o esquema de vacinação estabelecido, pessoas de 12 meses a 29 anos devem receber duas doses, enquanto aqueles de 30 a 59 anos são recomendados a tomar uma única dose.

Em 2023, a cobertura vacinal para a primeira dose do imunizante mostrou uma melhora, aumentando de 80,7% em 2022 para 87%. Importante ressaltar que os dados de 2023 são ainda preliminares e podem apresentar aumento, uma vez que alguns estados possuem sistemas de dados próprios e o processo de atualização até a rede nacional pode ser demorado.

*Supervisionado por Everton Palaoro

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Ministério da Saúde

Sobre o autor:
Emanuele
Emanuele Azevedo
Atua como assistente na redação do Visor Notícias.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Saúde

Idosa é salva de parada cardíaca com técnica inédita em Blumenau

Bombeiros utilizam compressor torácico portátil pela primeira vez

Saúde

Santa Catarina tem mais de 340 mil casos prováveis de dengue

A dengue resultou em 260 mortes confirmadas este ano no estado

Saúde

Cirurgia inédita em SC salva bebê de três meses

Após a cirurgia, o bebê, que pesa 5,4 quilos, foi transferido para a UTI Pediátrica

Saúde

Médico Sanitarista aponta que casos de sarna em Balneário Camboriú são delimitados a grupo restrito

O Doutor Rodrigo Emydio diz que relação entre os casos e o uso de ivermectina demanda mais estudos

Saúde

Equipe do Samu realiza parto emergencial em residência de Itapema

Apesar da urgência, a intervenção foi bem-sucedida, resultando no nascimento saudável do pequeno Zaya

Mais notícias

Segurança

Homem é preso por ameaçar juízes e promotores em SC

Ação foi coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú

Educação

Reunião pública discute a volta das Escolas Cívico-Militares em Itapema

Projeto de lei do Executivo tramita no Legislativo e deve ser votado nas próximas sessões