keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Santa Catarina é o sexto estado que mais gera energia solar no Brasil

SC possui mais de 100 mil conexões operacionais espalhadas por 293 cidades

design horizontal 24 1 Visor Notícias
Imagem ilustrativa

Santa Catarina registrou mais de 1,6 gigawatt de potência instalada na geração própria de energia solar. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o estado possui mais de 107 mil conexões operacionais de energia solar em telhados e pequenos terrenos, espalhadas por 293 cidades. Atualmente são mais de 136 mil consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e confiabilidade elétrica.

A potência instalada de energia solar distribuída em Santa Catarina coloca o estado na sexta posição do ranking nacional da ABSOLAR. Desde 2012, a modalidade já proporcionou a Santa Catarina a atração de R$ 8,2 bilhões em investimentos, geração de mais de 49 mil empregos e arrecadação de R$ 2 bilhões aos cofres públicos.

Para Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da ABSOLAR, o avanço da energia solar no País é fundamental para o desenvolvimento social, econômico e ambiental do Brasil e ajuda a diversificar o suprimento de energia elétrica do País, reduzindo a pressão sobre os recursos hídricos e o risco da ocorrência de bandeira vermelha na conta de luz da população.

“O estado do Santa Catarina é atualmente um importante centro de desenvolvimento da energia solar. A tecnologia fotovoltaica representa um enorme potencial de geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.

Segundo o CEO da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, o crescimento da geração própria de energia solar fortalece a sustentabilidade e protagonismo internacional do Brasil, alivia o orçamento das famílias e amplia a competitividade dos setores produtivos brasileiros.

“A fonte solar é uma alavanca para o desenvolvimento do País. Em especial, temos uma imensa oportunidade de uso da tecnologia em programas sociais, como casas populares do programa Minha Casa Minha Vida, na universalização do acesso à energia elétrica pelo programa Luz para Todos, bem como no seu uso em prédios públicos, como escolas, hospitais, postos de saúde, delegacias, bibliotecas, museus, parques, entre outros, ajudando a reduzir os gastos dos governos com energia elétrica para que tenham mais recursos para investir em saúde, educação, segurança pública e outras prioridades da sociedade brasileira”, conclui Sauaia.

*Supervisionado por Everton Palaoro

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Lucas
Lucas Koerich
Lucas Pasetto Koerich é estudante de Jornalismo pela Universidade do Vale do Itajaí. Atua como assistente na redação do Visor Notícias.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Apagão no Mercado Público de Florianópolis afeta estabelecimentos

A previsão é de que a situação seja normalizada até o final da tarde

Geral

Chapecoense é condenada a indenizar família de vítima do acidente aéreo

A Chapecoense ainda não se pronunciou sobre o assunto

Geral

Jovem morre eletrocutada enquanto cortava grama em Araranguá

Filho da vítima, de três anos, testemunhou o acidente

Geral

Após ter bebê com DIU, mãe engravida mesmo com laqueadura e caso viraliza

Brenda tem três filhos e anunciou uma nova gestação, apesar de ter feito uma laqueadura tubária durante o parto

Mais notícias

Saúde

Santa Catarina tem dia D de vacinação contra a gripe neste sábado

Em muitas cidades, além da gripe estarão sendo disponibilizadas vacinas como a da Covid-19, do tétano, da dengue

Segurança

Homem de 33 anos morre após capotar veículo em Itajaí

Vítima, um homem de 33 anos, conduzia um Renault Clio com placas de Balneário Camboriú, quando capotou o automóvel