keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Saiba mais detalhes do túnel subaquático que deve ligar as cidades de Itajaí e Navegantes

O caminho subaquático foi pensado como alternativa a uma ponte

Divulgação

Um projeto ousado e que chamou a atenção desde que foi anunciado, o túnel subaquático entre as cidades de Itajaí e Navegantes teve detalhes revelados.

O projeto, que vem sendo estudado desde 2015, deve servir para melhorar a mobilidade entre as cidades, cuja travessia hoje só é possível ser feita através de balsa.

O caminho subaquático foi pensado como alternativa a uma ponta, que poderia colocar um limite de altura aos navios que navegam no local. A ponte teria que ser muito alta, tornando o projeto muito mais caro.

O túnel é apenas uma das obras de mobilidade que deve integrar as 11 cidades da foz do Rio Itajaí-Açu. Outra parte do projeto é um sistema integrado de transporte público, que deve possibilitar o transporte rápido e eficiente entre todos os municípios.

Estudos prévios também uma tarifa entre R$ 5 e R$ 10 para o transporte coletivo regional, dependendo do número de integrações.

Atravessar o túnel subaquático só deve ser possível a partir de 2028, segundo a projeção do InovAmfri/Cim-Amfri, e para fazer a travessia será preciso pagar um pedágio.

A travessia deve ser instalada no bairro Imaruí, na parte de Itajaí, e entre o Centro e o São Domingos, na parte de Navegantes. A estrutura deve ser instalada abaixo da calha do rio, para não atrapalhar o fluxo de navios no complexo portuário de Itajaí e Navegantes.

Para acessar o túnel, conforme a Amfri (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), o motorista teria que pagar uma tarifa que pode variar entre R$ 4,50 e R$ 10, dependendo do veículo.

O polêmico túnel submerso do rio Itajaí-Açu, que vai ligar Itajaí a Navegantes, recebeu a aprovação inicial para o empréstimo que pode custear parte da obra.

A Cofiex (Comissão de Financiamento Exterior) do Ministério da Econômia aprovou a Carta Consulta apresentada pelo CIM-AMFRI para a implementação das ações previstas no projeto.

O empréstimo, proveniente do BIRD (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento), será de US$ 90 milhões – mais de R$ 516 milhões -, além de US$ 30 milhões (R$ 172 milhões) equivalente à contrapartida do financiamento, devendo ser amortizados em 25 anos.

Ao todo, de investimentos públicos, serão 120 milhões de dólares, ou seja, mais de R$ 688 milhões. Outra parte do projeto, mais de US$ 240 milhões (mais de R$ 1,3 bilhões) serão provenientes de investimentos privados.

O projeto é composto de três elementos principais: o Sistema de Transporte Coletivo Regional (STCR/AMFRI), o túnel submerso entre Itajaí e Navegantes e a Mobilidade Ativa na Orla Central de Balneário Camboriú.

Com informações de ND+

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Vídeo: Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Geral

Cápsula do Tempo é descoberta durante reforma de igreja em SC

O objeto tem forma cilíndrica e é desgastado pelo tempo

Geral

Fort Atacadista dá dicas para Arraiá em casa

Para ajudar os catarinenses a caprichar no cardápio, o Fort Atacadista de Chapecó separou algumas dicas indispensáveis para garantir as festanças neste fim de semana

Geral

Porto Belo Outlet Premium oferece até 80% de desconto nas roupas infantis

A ação é uma oportunidade para moradores e visitantes da região aproveitarem a ação de desconto sobre desconto

Geral

Voluntários para trabalhar nas eleições podem se inscrever no Portal do Mesário

Quem tiver interesse em trabalhar nas Eleições 2022, em Santa Catarina, já pode se inscrever no Portal do Mesário

Mais notícias

Geral

Vídeo: Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Segurança

Homem é preso por descumprir medida protetiva contra a ex-mulher em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado