keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Rodoviária do Rio anuncia nova diretoria

A Rodoviária do Rio de Janeiro S/A vem a público informar que, por decisão de seu Conselho Deliberativo de Administração, possui uma nova estrutura em sua diretoria. A Socicam, uma de suas controladoras, ficará à frente […]

A Rodoviária do Rio de Janeiro S/A vem a público informar que, por decisão de seu Conselho Deliberativo de Administração, possui uma nova estrutura em sua diretoria. A Socicam, uma de suas controladoras, ficará à frente da gestão dos terminais rodoviários do Rio de Janeiro, concedidos pelo Governo do Estado (por meio de contrato de concessão onerosa/CODERTE). A Ascotran (Associação dos Concessionários da Rodoviária do Rio) e a Roderj (Associação Estadual das Empresas de Transporte Rodoviário do RJ) também participam da
composição societária da empresa.

A concessionária contará, agora, com a executiva Roberta Esteves Faria Muniz, no cargo de Diretora Geral, respondendo pelas Rodoviárias do Rio (antiga Novo Rio) e Roberto Silveira (Niterói). Roberta Faria é arquiteta e urbanista, pós-graduada e com vasta experiência em contratos de concessão de terminais rodoviários, e, durante cinco anos, atuou na Rio Terminais, empresa responsável pela administração de terminais rodoviários e urbanos no município do Rio de Janeiro. É a primeira mulher a assumir a diretoria geral da concessionária. “Estou muito feliz em contribuir para essa nova fase da concessionária. Pretendo fazer uma gestão baseada na manutenção dos investimentos em melhorias nos terminais abrindo novas frentes para o crescimento do negócio e para a consolidação da Rodoviária do Rio como uma estrutura moderna, segura, acessível e inserida nas políticas públicas e de turismo de nosso Estado. Nós já caminhamos nisso, mas queremos caminhar ainda mais”, explica.

Outro desafio, segundo a executiva, será retomar a movimentação de passageiros aos patamares anteriores à pandemia. “Será mais um desafio, também na mudança de processos e cultural. É importante reconquistar os passageiros, principalmente os mais jovens, para que percebam que, além da segurança, capilaridade e economia que as viagens em ônibus regulares oferecem, e destaca que o terminal rodoviário é o local para um embarque seguro e que possui muitos serviços e comodidades como instalações confortáveis, ar condicionado, painéis com horários de partidas e chegadas e informações em inglês, casa de câmbio e muito mais”, finaliza Roberta destacando ainda a área comercial da Rodoviária do Rio, que hoje se assemelha a um “mall” com mais de 50 lojas e quiosques.

Sobre a Rodoviária do Rio – Desde o início da concessão, o grupo vem investindo em melhorias nas instalações e serviços das principais rodoviárias cariocas. Foram mais de R$ 80 milhões nos últimos 30 anos em instalações completamente reformadas, à exemplo da maior revitalização da história da Rodoviária do Rio (a 2ª maior em movimentação de passageiros da América Latina). Entre as melhorias se destacam: o sistema de climatização; três praças de alimentação; sistema de segurança com monitoramento por 55 câmeras; comunicação trilíngue; acessibilidade e a nova identidade visual atrelada à sua importância para a mobilidade carioca e para os turistas. A nova marca foi lançada em 2021, ocasião em que o terminal completou 55 anos desde sua construção e a Rodoviária Novo Rio passou a se chamar Rodoviária do Rio (www.rodoviariadorio.com.br). Com a pandemia, a empresa registrou uma queda de 96% na movimentação de passageiros. Porém, nos últimos meses de 2022, com a retomada das viagens, principalmente impulsionadas pelo turismo de curta distância, houve uma recuperação de aproximadamente 88% do movimento de 2019.

Sobre a Socicam – A administradora de terminais rodoviários e aeroportuários em todo o país completou, este ano, 50 décadas. De uma empresa pequena localizada no interior de São Paulo passou a ser uma das principais concessionárias do Brasil, atendendo mais de 100 milhões de pessoas por mês em todos os seus empreendimentos localizados em 66 cidades e 15 estados, além de dois países: Brasil e Chile. Foi responsável pela evolução do conceito de terminais rodoviários que, de simples locais de passagem, se tornaram grandes centros comerciais e de desenvolvimento do sistema de transportes e, através das parcerias público-privadas, dotou os terminais, como o Tietê (SP) e Rodoviária do Rio (RJ) de infraestrutura, tecnologia, segurança e mão de obra qualificada.

Mais informações:
Beatriz Lima / Comunicação: imprensa@rodoviariadorio.com.br Tel (21) 964131323

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Equipamentos operacionais permanecerão no Porto de Itajaí durante processo de desestatização

Garantia foi dada pelo Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, durante reunião em Brasília

Geral

Menina de BC luta contra o tempo e precisa de R$100 mil para cirurgia

CONTRIBUA CLICANDO AQUI Uma menina de 11 anos, moradora de Balneário Camboriú, precisa de ajuda para arrecadar R$100 mil e poder levar uma vida normal. Geovana luta contra uma escoliose agressiva e dolorosa. O desvio […]

Geral

Atropelado em rally de velocidade, espectador será indenizado após amputação da perna

A recente decisão é do juízo da 2ª Vara Cível da comarca de Itajaí, na região do Vale do Itajaí

Geral

Escola de cães-guias de BC precisa de famílias socializadoras e doações

Instituto Hellen Keller completou 22 anos de atuação em Balneário Camboriú e já formou inúmeros cães-guias

Geral

Morre aos 108 anos o policial mais velho de Santa Catarina

Natural da cidade de Florianópolis, Osvaldo começou a trabalhar em 1944 e foi para a reserva em 1967

Mais notícias

Segurança

Homem é preso furtando caminhão em Porto Belo

Prisão ocorreu às margens da BR-101

Geral

Equipamentos operacionais permanecerão no Porto de Itajaí durante processo de desestatização

Garantia foi dada pelo Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, durante reunião em Brasília