keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Recém-nascido morre após ser espancado pela própria mãe em Santa Catarina

Após ficar em estado grave, com hemorragia interna abdominal e apresentar lesões no crânio, um recém-nascido, não resistiu aos ferimentos provocados por agressões da própria mãe, e morreu na última sexta-feira (23). O fato foi […]

X
Imagem Ilustrativa/Visor Notícias

Após ficar em estado grave, com hemorragia interna abdominal e apresentar lesões no crânio, um recém-nascido, não resistiu aos ferimentos provocados por agressões da própria mãe, e morreu na última sexta-feira (23). O fato foi registrado em Indaial, no Vale do Itajaí. A mãe foi presa em flagrante e já está no presídio do município a disposição da Justiça. A Polícia Militar foi acionada através da equipe de Assistência Social da cidade.

O bebê chegou a ser encaminhado pelos bombeiros acompanhado da avó para o Hospital Beatriz Ramos. Com visível aparência de agressão, as equipes acionaram as autoridades. De acordo com os pediatras, em função dos ferimentos graves, a criança precisou ser transferida de imediato para o Hospital Santo Antônio, em Blumenau. A guarnição policial foi até o bairro Rio Morto e localizou a mãe do bebê, que havia retornado para casa. Questionada sobre o ocorrido, a mulher negou ter cometido qualquer tipo de agressão

No entanto, segundo o delegado da Polícia Civil responsável pelo caso, Marcos Okuma, relatos médicos indicaram maus tratos. “Fomos até o hospital e conversamos com o médico. Pelos relatos dele, entendi que há indícios de que as lesões internas foram causadas por fortes sacudidas por parte da mãe”, explicou o delegado ao ND+.

A avó, segundo a polícia, foi testemunha do fato. Ela e a mãe do bebê foram encaminhadas à Delegacia de Indaial. A morte do bebê foi confirmada às 19h desta sexta pelo Hospital Santo Antônio. Ainda, conforme reportagem do ND+,  o delegado também disse que a guarda da criança era da avó. No entanto, a mãe morava na mesma casa.

“A guarda era a avó porque a mãe, já no início da gravidez, havia rejeitado a criança. Logo que nasceu, inclusive, ela foi embora do hospital sem o bebê”, afirma Okuma. O bebê ficou provisoriamente em uma casa até a decisão judicial, que definiu que a guarda ficaria com a avó. Dessa forma, ele passou a morar na mesma casa que a mãe egundo a polícia, não há indícios de que a avó tem culpa no episódio. “[A avó] não teve nenhuma culpa, ela socorreu a criança e, pelos relatos apurados, há indícios de que foi a mãe que sacudiu a criança”, diz o delegado.

No primeiro momento, antes da morte da criança, a mãe foi autuada em flagrante delito por tentativa de homicídio. Após a confirmação da morte pelo hospital, foi enviado um complemento. “Acredito que em uma análise mais fria é possível alterar para homicídio qualificado, mas fica a critério do promotor e do poder judiciário”, esclarece o delegado Okuma.“Se considerado homicídio simples, a pena ficaria de seis a 20 anos. Homicídio qualificado, que acredito que possa ser enquadrado, já partiria de 12 a 30 anos. Eles também podem entender uma causa de aumento de pena, ela pode subir mais um terço. Porém, tudo depende do promotor e do juiz”, ressalta.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Vídeo: Adolescente tenta fugir e leva voadora no peito de policial

O Conselho Tutelar foi acionado e o pai do rapaz foram acionados. O pai também foi autuado por permitir a posse de um veículo por pessoa não habilitada

Segurança

Polícia Civil alerta para novo golpe “do parente que quebrou o carro”

O golpista liga aleatoriamente para as vítimas, geralmente no período da noite.

Segurança

Vídeos: Violento acidente com Jaguar de mais de R$700 mil arranca eixo do veículo em SC

O Jaguar/F-TYPE 300 RD CP está à venda no Brasil, com preço sugerido de R$ R$ 721.455,00, conforme a tabela Fipe

Segurança

Estrela do TikTok morre após ser baleado no olho dentro de cinema

Vítima assistia ao filme “Uma Noite de Crime 5: A fronteira” quando foi baleado

Segurança

Acusado de matar mulher de Itapema com 11 facadas em SP vai a júri popular

Família de Itapema viaja para São Paulo onde vai acompanhar o julgamento

Mais notícias

Geral

Médico é presenteado com galinhas por paciente após cirurgia

O paciente de Álvaro é um idoso, que passou por uma cirurgia de próstata. Ele recebeu duas galinhas em agradecimento ao procedimento, que foi gratuito.

Animal

Duelo entre duas capivaras termina com morte em Bombinhas

Capivara foi resgatada e levada para a clínica Pet Farma em Bombinhas