keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Queda do WhatsApp pode gerar indenização aos usuários

Para especialista em Direito do Consumidor, Marco Antonio Araujo Junior, mensageiro instantâneo se enquadra como serviço e empresa poderá ser condenada a indenizar prejuízos

X
Imagem Ilustrativa

O WhatsApp, o Instagram e o Facebook ficaram fora do ar na tarde dessa segunda-feira (4/10). O fato foi confirmado pela empresa que gerencia os três aplicativos e relatado por usuários de todo o planeta em outras redes sociais, como por exemplo o Twitter e o Tiktok.

A depender da justificativa que a empresa vai dar para a falha técnica ocorrida, usuários poderão demandar em juízo indenização por prejuízos materiais ocorridos em razão da interrupção na prestação de serviços.

Para o advogado especialista em Direito do Consumidor na Era Digital, Marco Antonio Araujo Junior, o serviço prestado pela empresa proprietária do WhatsApp, o Facebook, se enquadra no conceito de serviços do Código de Defesa do Consumidor e, nessa linha, havendo falhas na prestação de serviços, a empresa poderá ser condenada a indenizar os prejuízos causados aos seus usuários, desde que devidamente comprovados.

“Há muito tempo o WhatsApp deixou de ser uma simples ferramenta de comunicação e passou a ser um serviço, com remuneração indireta, colocado no mercado de consumo. Pessoas e empresas que utilizam a plataforma como instrumento de trabalho ficaram impedidas de realizar suas atividades e podem ter tido prejuízos financeiros em razão disso. Se comprovados, o Judiciário pode condenar a empresa em indenizar os usuários”, explica Araujo.

Com a pandemia, as empresas passaram a utilizar os canais digitais para a realização de pedidos, vendas e entregas pelo aplicativo de Whatsapp. A pane em escala global causa prejuízos relevante à diversas empresas e usuários do aplicativo.

Além do uso pessoal, que não tem pagamento direto por parte do usuário, mas tem remuneração indireta em razão das publicidades direcionadas realizadas na plataforma do Instagram e do Facebook, a empresa também disponibiliza o WhatsApp Business, com funcionalidades especiais e benefícios para empresas de pequeno e médio porte.

Os usuários que se sentirem prejudicados pela interrupção dos serviços prestados deverão demonstrar os negócios que deixaram de ser realizados, os prejuízos que tiveram em razão da falha na prestação de serviços e comprovar, de forma efetiva, que deixaram de realizar suas atividades profissionais, segundo o especialista.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Marina Itajaí é finalista de prêmio náutico nacional

A Marina Itajaí, no litoral norte de Santa Catarina, está na disputa para ser eleita a melhor marina do Brasil pelo Prêmio Bombarco Baleia de Ouro

Geral

Nos próximos dias o sol aparece mais em SC

Confira a previsão do tempo da Epagri/Ciram para os próximos dias em Santa Catarina

Geral

Jovem de 24 anos é investigada por usar foto de Adolf Hitler em bolo de aniversário

A pena para o crime de apologia ao nazismo é de reclusão de 2 a 5 anos

Geral

Presidente da Epagri entra na lista da Forbes das 100 mulheres poderosas do agro

Esta foi a primeira vez que a Forbes Brasil divulgou a lista “100 Mulheres Poderosas do Agro”

Mais notícias

Cidades

Vereador Xepa solicita instalação de “bituqueiras” em praias e espaços públicos de Itapema

A indicação sugere que as bituqueiras sejam feitas de Aço Inox, para evitar a degradação por conta do tempo e da maresia

Segurança

Policia recupera carga de estruturas metálicas avaliada em cerca de R$ 300 mil

Policiais civis recuperaram uma carga de estruturas metálicas avaliada em cerca de R$ 300 mil furtada em Xanxerê, no Oeste. A ação é da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó […]