keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Projeto Bônus Eficiente da Celesc entrega R$ 954 mil para instituições filantrópicas

A 6ª edição do projeto Bônus Eficiente da Celesc beneficiará mais de mil crianças, jovens e adultos em Santa Catarina. Em reunião virtual, o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, oficializou a entrega de R$ 954 mil para quatro instituições filantrópicas localizadas em Chapecó, Florianópolis, Joinville e Tubarão, no início deste mês. A arrecadação corresponde a um valor aproximado de R$ 238,5 mil para cada organização.

O processo de seleção das instituições, realizado no segundo semestre de 2019, contou com 72 inscrições por meio de Chamada Pública. As atividades desenvolvidas pelas quatro classificadas incentivam o desenvolvimento sustentável, a melhoria na qualidade de vida e inserção social de comunidades em situação de vulnerabilidade. “Essa é a responsabilidade social de fato sendo aplicada. Desejamos que os recursos sejam utilizados da melhor maneira possível, uma vez que o serviço de todas as instituições é nobre, de entrega de cada um que faz o trabalho efetivamente acontecer em prol de uma sociedade melhor. Parabéns a todos”, enalteceu o presidente, Cleicio Poleto Martins.

Segundo a assessora de Responsabilidade Social da Celesc, Regina Schlickmann Luciano, o grande destaque dessa edição foi a realização da seleção por meio de Chamada Pública. “Participaram do processo, instituições de todas as regiões do estado. Temos um desafio grande que é mais do que entregar energia de qualidade, mas também desenvolver um trabalho socialmente responsável.”

Sobre as instituições

Associação Vida e Arte (Tubarão)

A Associação Vida e Arte oferece serviços especializados para pessoas com deficiência intelectual e/ou múltiplas nas áreas de pedagogia, estimulação precoce, fisioterapia, psicologia, neuropsicopedagogia, assistência social, informática, música, dança, teatro e artesanato, sendo que todos os serviços oferecidos são gratuitos. Sua missão é promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços, apoio à família, direcionadas à melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária.

“Nesse momento de pandemia, essa ajuda financeira é especialmente importante. Estamos com uma força-tarefa para levar alimentação, itens de higiene e auxílio médico a todos os nossos assistidos”, destacou a presidente da Associação, Alexsandra Fernandes.

Programa Viver Ações Sociais (Chapecó)

O Programa Viver tem como principal objetivo oportunizar o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que consiste num espaço de convivência saudável, formação para a participação da cidadania, desenvolvimento do protagonismo – a partir dos interesses, demandas e potencialidades da faixa etária de 6 a 15 anos –, assim como o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários no contra turno escolar. Atualmente, o Programa Viver Ações Sociais compõe a Rede de Proteção Social do Município e está estruturado conforme determina a Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

“Com essa doação, vamos investir no serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos que atende diretamente 360 crianças, adolescentes e adultos oriundos de famílias em vulnerabilidade social. O voluntariado e o amor ao próximo são a base do nosso programa e estamos felizes em poder contar com a Celesc”, disse uma das fundadoras, Elisiani Schmidt Sanches.

Obras de Assistência Social Dom Orione de Capoeiras (Florianópolis)

A entidade Obras de Assistência Social Dom Orione de Capoeiras é uma Organização da Sociedade Civil, sem fins econômicos, criada em 1967. Desde a sua fundação como Ação Social Paroquial, já desenvolvia um trabalho social com idosos, com cursos profissionalizantes como datilografia e corte e costura, bem como uma creche no Morro do Flamenguinho. Tem o objetivo geral de assegurar espaços de referência para o convívio em grupo, comunitário e social e, além do desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo.

“Nos sentimos honrados e agradecidos por ver o nosso trabalho reconhecido, além de ser uma oportunidade para melhorarmos as condições dos serviços. Esta ajuda vem dar um impulso de toda a esperança de completar esse ano com mais força às atividades da instituição, principalmente na nossa atual situação de pandemia”, agradeceu o presidente da instituição, padre José Nascimento da Silva.

Instituto Joinvillense de Educação e Assistência – Centro Educacional Dom Bosco (Joinville)

O Instituto é uma obra social, sem fins lucrativos, que procura atender adolescentes e jovens em situação de risco e vulnerabilidade social de Joinville e região, através do Sistema Preventivo de Dom Bosco, com oficinas de dança, esporte, música e informática. Atende em torno de 600 crianças e adolescentes. Além das atividades citadas, oferece orientações em relação à inserção no mercado de trabalho, sendo os jovens encaminhados ao Programa Jovem Aprendiz. Em um sistema preventivo, é realizado um trabalho de resgate dos valores pessoais e sociais, gerando cidadãos de forma totalmente gratuita.

Segundo o representante do Instituto, Adalberto Cesar Ignácio, o recurso doado chegou no melhor momento. “A realidade que o Brasil está enfrentando, em sua totalidade, torna o trabalho das obras sociais quase impossíveis devido à inviabilidade financeira e pelo isolamento social. Por isso, essa doação chega em um momento de quase desespero, traz alento e motivação para acreditar sempre que é possível.”

Sobre o Bônus Eficiente

O projeto é realizado por meio dos setores de Assistência Social, Divisão de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética da Celesc. A iniciativa consiste em oferecer um desconto de 50% para os consumidores que pretendem substituir eletrodomésticos antigos por novos e com o Selo Procel de economia de energia, mediante doação de R$ 50,00 destinados a instituições filantrópicas. Na entrega do eletrodoméstico adquirido, é possível substituir, de forma gratuita, lâmpadas incandescentes e fluorescentes compactas por LED, mais econômicas e duráveis. A partir da abertura das inscrições, instituições catarinenses, sem fins lucrativos e com projetos sociais, participam da seleção.

Nas seis edições do Projeto, 115.139 eletrodomésticos e 689.810 lâmpadas foram substituídas, contabilizando 115.139 unidades consumidoras e mais de 600 mil catarinenses. O investimento já chegou a R$ 115 milhões e arrecadados R$ 5 milhões para diversas instituições filantrópicas. A estimativa de economia (somando-se as seis edições) é equivalente a 61.442,31 MWh por ano. Os 10 anos de vida útil dos eletrodomésticos resultam em, aproximadamente, 617.423 MWh, o que é suficiente para abastecer 257 mil casas durante um ano.

Geral

SC ultrapassa a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

O Programa tem parceria com os órgãos públicos, enquanto certificadores dos processos, profissionais habilitados e entidades privadas

Geral

Santa Catarina é destaque internacional em sanidade agropecuária

Estado ultrapassou a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

Geral

Adolescente de 13 anos está desaparecido há 3 dias em Camboriú

Qualquer informação sobre o paradeiro de Rafael pode ser repassada para o número 47 9 8447 6768

Geral

Investimentos do Bairro Parque da Vokkan superam R$7 bilhões em Porto Belo

Empresa liderada pelo empresário Roderjan Volaco apresenta ao mercado sua loja conceito, um convite a uma experiência de vivência ao primeiro bairro parque do país. Nesta primeira etapa, o empreendimento

Geral

0800 da Celesc mudou definitivamente

Os clientes da Celesc não precisam se preocupar, pois mesmo com os números de telefone antigos desativados, uma gravação vai informar a alteração para quem ligar no [0800] antigo

Mais notícias