keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Programa Tatu implanta hortas em creches de Camboriú

Crianças participam de todo o processo, do plantio até a colheita. Alimentos são direcionados para consumo interno

O Programa Tatu de Educação Socioambiental, por meio da Fundação do Meio Ambiente de Camboriú (FUCAM), é responsável pela implantação, reorganização e manutenção de hortas em seis Centros de Educação Infantil (CEI) de Camboriú. As etapas e procedimentos são feitos em parceria com as secretarias de Obras e de Educação, que fornecem os materiais e insumos necessários, e a manutenção é feita juntamente com professores e crianças das unidades de ensino. Os alimentos são destinados para consumo interno.

“A maioria das crianças ainda não tem conhecimento da origem dos alimentos e nem contato direto com esse tipo de atividade. Quando começam a participar do projeto, eles passam a ver os alimentos de outra forma, como um fruto do próprio trabalho. É um estímulo, tanto para o aprendizado, quanto para a alimentação e bem estar diário”, relata a educadora ambiental Sirléia Cristina Lopes Sebold.

O procedimento de implantação, que inclui desde estudos iniciais do espaço a ser utilizado, foi feito nos CEIs João de Souza Arruda, Mariza Galdini, Prof° Alcimar de Souza Vieira e Odete Ramos Poltronieri; e a reorganização de canteiros, nos CEIs Profª Otília Santos da Silva e Julita Pereira. O Programa Tatu desenvolve atividades com as crianças dos pré III das unidades, que acompanham e participam de todas as etapas, incluindo manutenção e colheita. A FUCAM está estudando a implantação de hortas nos CEIs Maria Bittencourt Saut e CAIC Jovem Ailor Lotério.

Horta no CEI Otília

Todas as segundas, quartas e sextas-feiras as crianças participam da manutenção da horta, regando e retirando plantas daninhas. Sob orientação da FUCAM, elas também auxiliam na adubagem e no replantio dos canteiros, prática feita geralmente em um intervalo de tempo de três meses. A horta já existia desde 2017, mas foi reorganizada e replantada pelo Programa Tatu.

Nos cinco canteiros que a unidade dispõe são cultivados, alface, rúcula, salsinha, cebolinha, e morango, todos para consumo interno. Ao todo, são 50 crianças participando dos cuidados, divididos nas turmas A e B do Pré III.

“Muitos pais nos contam que as crianças pedem para comprar sementes para plantar em casa, que querem ajudar a cuidar da horta ou do jardim de casa também. Além de interativo e divertido, esse trabalho está apresentando resultados positivos”, destaca a diretora da unidade, Juliana Dacoregio. “Eles repassam os ensinamentos e esse interesse pela natureza para a família, o que estimula uma interação saudável”, completa.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Cidades

Uniedu: Governo do Estado concede 31 mil bolsas universitárias, recorde para o primeiro semestre

O investimento do Governo do Estado para a concessão de bolsas universitárias em 2022 também é um recorde

Cidades

Termina greve dos servidores de Florianópolis, após mais de uma semana

Trabalhadores voltam aos postos imediatamente. Greve começou em 15 de junho.

Cidades

Pode faltar água em Porto Belo devido as obras de drenagem

O abastecimento das Ruas Hermógenes da Silva, Jacob Pereira Cruz, Antônio Stadler e Morro do Moreira está comprometido devido a esta manutenção

Cidades

Secretaria de Assistência Social promove capacitação do Cadastro Único em São José

Intuito do encontro é atualizar os profissionais e a sociedade civil sobre as mudanças realizadas pelo Governo Federal

Cidades

Porto Belo recebe dois novos veículos para a Secretaria de Saúde

Veículos serão utilizados para as demandas da Secretaria de Saúde

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações