keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Prevenção ao suicídio envolve acolhimento, informação e rede de apoio para momentos decisivos

Unimed Litoral participa do esforço de prevenção, com campanha entre seus colaboradores

X
Foto: Divulgação

O Dia Mundial do Suicídio na quinta-feira (10), dentro do Setembro Amarelo, busca sensibilizar a sociedade para essa questão de saúde pública que faz cerca de um milhão de vítimas por ano no planeta.

A Unimed Litoral participa do esforço de prevenção, com campanha entre seus colaboradores, mas também divulgando informações ao público em geral e os locais onde as pessoas podem buscar atendimento.

“Muitas vezes o suicídio acontece por não ter abertura para falar sobre ele e pelo estigma que o acontecimento carrega. Há presença de medo do julgamento, preconceitos e não validação do sofrimento emocional. Por isso, é especialmente estimulado no mês de setembro que o caminho para a prevenção do suicídio é a liberdade para falar sobre esse assunto”, destaca Karine Alves, psicóloga do Hospital Unimed Litoral.

A psicóloga Juliana Stedile, cujas atividades incluem ministrar palestras em empresas clientes da Unimed Litoral, explica que acolher envolve empatia, entender a perspectiva do outro, ter a habilidade de se ver nesta perspectiva, reconhecê-la como verdadeira e não julgar.

Além disso, a rede de apoio sociofamiliar é também um importante fator de proteção às pessoas que estão enfrentando momentos emocionalmente difíceis. O sentimento de amparo e pertencimento, são protetores da nossa saúde mental.

Os clientes da Unimed Litoral que participam de grupos da Atenção Personalizada à Saúde, podem contar com uma equipe de médicos, psicólogos e outros profissionais. Aqueles que são encaminhados por recomendação médica dispõem também de outros serviços e tratamentos conforme a necessidade.

No Brasil, a estimativa é que ocorra um suicídio a cada 45 minutos. Os especialistas asseguram que todos os esforços devem ser feitos no sentido de gerar confiança para que o potencial suicida busque ajuda em momentos que podem ser decisivos para salvar sua vida.

Uma das entidades de voluntariado mais conhecidas, o Centro de Valorização da Vida (CVV), atua há 61 anos na prevenção ao suicídio e tem atendimento na região em Itapema, Balneário Camboriú e Itajaí.

Além do CVV, Balneário Camboriú tem também o programa Abraço à Vida, da prefeitura e em Itajaí funciona na Univali o Programa Acolher. As prefeituras da região costumam realizar campanhas e oferecem atendimento através dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, quase a totalidade dos casos de suicídio está relacionada a transtornos mentais. No portal da Unimed está disponível, para leitura e cópia, uma cartilha bastante completa sobre o tema que pode ajudar as famílias que necessitem de informação sobre suicídio.

Como buscar auxílio

APS da Unimed Litoral – Rua Luci Canziani, 395 – Praia Brava – Itajaí – SC- Fone: 47 3247.6900 – e-mail: viverbem@unimedlitoral.com.br

CVV – Fone 188

Acolher da Univali – acolher@univali.br ou WhatsApp (47) 99987-6108. Abraço à Vida – Balneário Camboriú (47) 99982 2322

Geral

Hábitos saudáveis podem prevenir a obstrução arterial

Sedentarismo, diabetes e colesterol alto são alguns fatores que podem provocar o surgimento e o avanço da doença

Geral

SC ultrapassa a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

O Programa tem parceria com os órgãos públicos, enquanto certificadores dos processos, profissionais habilitados e entidades privadas

Geral

Santa Catarina é destaque internacional em sanidade agropecuária

Estado ultrapassou a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

Mais notícias