keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Preso por matar cadeirante é encontrado morto em presídio

O cadeirante foi morto no último dia 02 de junho com três tiros na nuca

Um síndico de 37 anos, preso provisoriamente desde a manhã da última quinta-feira, 16/08, suspeito pelo homicídio de um cadeirante de 38 anos, foi encontrado morto enforcado em uma cela do Presídio Regional de Joinville na tarde deste sábado, 18/08.

A polícia acredita que o síndico tenha sido assassinado, pois o corpo tinha sinais de violência. O motivo da morte só poderá ser confirmado pelo laudo cadavérico a ser emitido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

O síndico estava preso por ter matado um cadeirante na entrada do condomínio que administrava com três tiros na nuca, no dia 2 de junho.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Trio que assassinou idoso durante roubo é preso em Joinville

Nesta quarta-feira, foram cumpridas as três prisões e quatro mandados de busca nas cidades de Joinville e São Francisco do Sul

Segurança

Criança encontra o corpo de mãe esfaqueado no quarto de casa

O marido da vítima confessou o crime e alegou “distúrbios psíquicos”

Segurança

Ponte quebra e caminhão fica preso na correnteza de rio em SC

A ponte onde houve o acidente era provisória e tinha a estrutura para aguentar apenas seis toneladas

Segurança

Mulher que morreu em acidente em Porto Belo deixa seis filhos

Após sair da pista, o carro capotou e ficou parcialmente submerso

Mais notícias

Geral

Telhado é arrancado, atinge duas casas e derruba poste de energia em Porto Belo

Duas famílias ficaram desabrigadas após telhado danificar as residências

Tempo

Ciclone causou estragos em 32 cidades, deixou mais de 200 mil residências sem luz e bloqueou estradas em SC

O governador Carlos Moisés se reuniu com técnicos da Defesa Civil estadual, no início da tarde desta quarta, onde acompanhou a situação das regiões